Corretora Gradual encerra atividades na bolsa de valores

A partir de agora, a Gradual só irá realizar operações na B3 para zeragem e transferência de posições

São Paulo – A Gradual Investimentos encerrou atividades na bolsa de valores, de acordo com anúncio da própria corretora em seu site. A partir de agora, a Gradual só irá realizar operações na B3 para zeragem e transferência de posições.

Recentemente, a diretora da corretora, Fernanda Lima, foi alvo de duas operações da polícia federal, “Papel Fantasma” e “Encilhamento”, que investigam fraudes em fundos de pensão municipais. Fernanda assumiu a corretora em 2006 e chegou a ser presa, mas foi solta pouco tempo depois.

A corretora pede para clientes aguardarem mais instruções. Tudo o que aconselha até agora é que os investidores que desejam transferir a custódia de seus investimentos da corretora para outra devem preencher um formulário de Solicitação de Transferência de Valores Mobiliários, reconhecer firma e enviar para o e-mail custodia@gradualinvestimentos.com.br e atendimento@gradualinvestimentos.com.br.

A Gradual abriu as portas em 1991, tem 60 mil clientes e 7 bilhões de reais sob custódia, segundo informa o seu próprio site.

Além de operações na bolsa, a Gradual tem uma área de aconselhamento de investimentos, gestão de fortunas, câmbio, administração e custódia de fundos de investimento e emissão e escrituração de ativos financeiros. A corretora não anunciou se as suas atividades em outras áreas também serão encerradas.