Coronavírus: veja o que bancos e fintechs estão oferecendo aos clientes

Os bancos já anunciaram prorrogação dos prazos de dívidas. Alguns oferecem linhas de crédito e até aumento do limite do cartão

Em meio a pandemia do coronavírus (Covid-19) e as orientações de que as pessoas devem permanecer em quarentena voluntária, os bancos e algumas fintechs oferecem serviços para facilitar tanto a vida do consumidor, como para tentar amenizar o prejuízo financeiro que os pequenos empresários possam ter. 

O banco Original, por exemplo, está oferecendo taxa zero para pagamento de boleto no cartão de crédito, redução de juros para o parcelamento voluntário do cartão de crédito e prazo de 60 dias para pagamento de parcela de renegociação de dívidas, além de prazo de 60 dias para parcelamento de saldo de contratos em dia. As medidas são válidas até o dia 31 de maio. 

“Sabemos que o momento é muito delicado para toda a população e para os mais variados setores da economia”, afirma Edilson Jardim, diretor de varejo do Banco Original. 

Já o Mercado Pago dará descontos de até 10 reais para os consumidores que utilizarem o pagamento com código QR nos estabelecimentos. O benefício é válido para uma utilização na semana por estabelecimento de cada rede até o dia 26 de março. 

Pensando nos investidores, o Banco Safra lançou uma linha de crédito  especial para evitar o resgate de fundos de investimento em meio a situações desfavoráveis de mercado. 

A linha, denominada de Limite Investidor Safra, tem uma taxa prefixada de 0,99% ao mês quando é solicitado o resgate de fundos de investimento. O prazo de validade da operação e o limite disponível para uso é definido no momento da contratação, que pode ser feita pelo aplicativo ou  internet banking.

Bancos 

Os cinco maiores bancos do país (Caixa, Itaú, Bradesco, Santander e Banco do Brasil) já anunciaram que prorrogarão, por 60 dias, os vencimentos de dívidas de clientes pessoas físicas e micro e pequenas empresas para os contratos vigentes em dia e limitados aos valores já utilizados. 

A Caixa também anunciou um pacote de medidas. Para as pessoas físicas, o banco reduziu a taxa de juros nas linhas de crédito pessoal (crédito consignado a partir de 0,99% ao mês., penhor a partir de 1,99% ao mês e CDC a partir de 2,17% ao mês).

Também é possível solicitar pausa estendida de até duas prestações dos contratos habitacionais. Os pedidos devem ser feitos pelo aplicativo Habitação Caixa. A medida também é válido para os clientes pessoas jurídicas.

Para as micro e pequenas empresas, a Caixa também reduziu os juros de até 45% nas linhas de capital de giro, com taxas a partir de 0,57% ao mês. Além disso, nas operações parceladas de capital de giro e renegociação há uma carência de até 60 dias nas operações parceladas de capital de giro e renegociação. 

O banco também oferece linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços, mais afetadas pelo momento atual.

O banco Santander aumentou em 10% os limites dos cartões de crédito do clientes adimplentes. 

Os clientes do Itaú poderão postegar o postergar o pagamento do financiamento da sua próxima parcela por 60 dias. Durante este período, será mantida a mesma taxa de juros, sem a cobrança de multa.

 

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus