Comparador mostra rotas mais baratas para viagens por diversas cidades

Trip Builder, do Kayak, promete calcular as rotas mais baratas entre várias cidades combinando opções de voos

São Paulo – Pensando naquela road trip pela Europa ou em visitar mais de uma cidade dos países vizinhos da América Latina? O Kayak, ferramenta de planejamento de viagens, incluiu em sua plataforma um recurso para facilitar a vida de quem pretende viajar para mais de um destino.

O Trip Builder promete calcular as rotas aéreas mais baratas entre várias cidades, combinando opções de voos. Dessa forma, busca oferecer opções que se adaptam às necessidades e orçamento de cada viajante. A ferramenta é desenvolvida pelo Kiwi.com, mecanismo de pesquisa online.

No comparador, a rota mais barata saindo de São Paulo para Paris, Roma e Madri, com retorno a São Paulo, custa 3 mil reais no caso de uma viagem entre 1º e 15 de outubro. Já a rota mais rápida custa 100 reais a mais.

Já a rota mais barata partindo de São Paulo para Salvador, Recife e Fortaleza, e voltando para São Paulo, custa 910 reais no caso de uma viagem iniciada no dia 1º de novembro e que termina no dia 14 de novembro. Para esse roteiro, a mais curta custa 1.394 reais.

Simulação de rota do Trip Builder do Kayak Simulação de rota do Trip Builder do Kayak

Simulação de rota do Trip Builder do Kayak (Kayak/Reprodução)

 

 

Para reservar uma viagem entre várias cidades é necessário acessar a página da ferramenta. É possível aceitar sugestões de viagens populares ou criar uma própria, escolhendo origem, quais lugares deseja visitar e por quanto tempo deseja ficar em cada um deles.

 

Veja também

A partir das informações, o comparador irá calcular a rota mais mais barata, a mais rápida e a melhor rota, que tem um custo-benefício melhor, como menos escalas e preço mais baixo. Para cada trecho é possível filtrar aeroportos, horários de partida e chegada, companhias aéreas e duração dos voos.

No caso de rotas em um mesmo país, entre cidades próximas o buscador tem um limitador importante: não considera opções de transporte terrestres, como trens e ônibus. Portanto, vale a pena checar as alternativas existentes para verificar se, de fato, a rota apresentada é a mais econômica.