Como no Nubank, dinheiro parado na conta do Mercado Pago agora vai render

O rendimento é abaixo da taxa básica de juro da economia, mas é maior que o da poupança

São Paulo – A partir de agora, quem tem dinheiro parado na conta da fintech Mercado Pago verá seus recursos renderem 5,2% ao ano, sem precisar fazer nada. O rendimento é abaixo da taxa básica de juro da economia, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano, mas é melhor que a poupança, que paga cerca de 4,5% ao ano neste momento.

O Mercado Pago foi na onda da NuConta, do banco digital Nubank, onde o dinheiro parado rende mais. O Nubank remunera a taxa Selic a quem tem saldo na conta.

O dinheiro do cliente do Mercado Pago é aplicado em títulos públicos, mas o Mercado Pago devolve só uma parte da rentabilidade aos clientes. Vale destacar que, se o cliente resgatasse o dinheiro da conta e aplicasse em títulos do Tesouro Direto por sua conta, receberia, no mínimo, a taxa Selic como remuneração.

O rendimento é automático sobre o saldo disponível em conta e, diferente de alguns investimentos, não há valor mínimo ou prazo para o resgate do dinheiro. O Mercado Pago não cobra taxa para isso, mas há desconto de Imposto de Renda sobre o rendimento no momento da utilização do dinheiro, que varia entre 15% e 22,5%, conforme o tempo em que os recursos ficam investidos.   

Como ativar o rendimento

Quem já é cliente deve ativar a função “Render meu dinheiro”, no aplicativo do Mercado Pago. Para quem quer começar, é preciso baixar o aplicativo e se cadastrar. Para ter saldo disponível, é possível colocar dinheiro na conta do Mercado Pago com boleto ou em casas lotéricas. 

O Mercado Pago tem 2,5 milhões de clientes com saldo em conta. A conta permite pagar boletos, fazer transferências entre pessoas e recarregar o celular e o Bilhete Único, além de usar o cartão para movimentar o saldo. 

“Demos mais um passo para que o usuário não dependa mais de um banco para suas movimentações diárias”, diz Tulio Oliveira, diretor do Mercado Pago no Brasil. 

Em novembro deste ano, o Mercado Pago obteve a licença do Banco Central do Brasil para operar como instituição de pagamentos, na modalidade de emissor de moeda eletrônica