Como funciona a remuneração da LCI? É maior que a poupança?

Internauta quer saber se é uma boa ideia migrar o dinheiro da poupança para uma LCI, mas não entende como é a remuneração deste título de renda fixa

Dúvida do internauta: Sou estagiário e guardo um pouco do meu salário mensal na poupança, mas andei lendo sobre as Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e fiquei bastante interessado. Mas não sei se esse investimento é válido para mim. Eu pretendia investir em LCIs de bancos médios, onde não há taxas de serviços, adicionando um valor todo mês. Acho a poupança legal, mas o retorno é muito baixo. Mas qual é o rendimento médio de uma LCI por mês? Vi que o cálculo do rendimento é feito em cima do CDI, mas isso foge ao meu entendimento.

Resposta de Samy Dana e Alex Del Giglio*:

Primeiramente, gostaríamos de parabenizá-lo pela sua atitude de poupar. Continue assim e seguramente atingirá seus objetivos! 

As Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) são títulos de renda fixa que têm atraído cada vez mais a atenção dos investidores, pessoas físicas. Antes oferecidos pelas instituições financeiras aos grandes investidores, agora já estão acessíveis também aos pequenos investidores.

Algumas instituições de médio porte já oferecem LCIs com aportes iniciais a partir de um real e remuneração média entre 80% e 95% do CDI, isentos de imposto de renda, o que representa um rendimento líquido no cenário atual entre 0,69% e 0,82% ao mês.

Deste modo, concordamos com a migração dos seus investimentos atuais e potenciais da poupança para as LCIs, na atual conjuntura de elevação das taxas de juros. Você obterá um rendimento significativamente superior à poupança nessa modalidade.

O risco da aplicação em LCIs é baixo em instituições financeiras sólidas. O aplicador só perderá o recurso caso a instituição financeira vá à falência. Assim como os depósitos na poupança, as LCIs contam com uma garantia adicional, do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), até o valor de 250 mil reais por CPF, por grupo financeiro ou instituição financeira emissora.

Em relação ao cálculo do rendimento, a taxa do CDI nada mais é do que o custo dos empréstimos interbancários e, em regra, acompanha de perto a variação da taxa Selic. Assim sendo, caso sua letra de crédito renda 90% do CDI, e o CDI apresente variação de 0,80%, a rentabilidade do seu investimento, será 0,72% (0,80% * 90%). 

Para verificar a variação do CDI acompanhe pelo site da Cetip.

Bons Investimentos!

(*) Samy Dana é Ph.D. em Business, professor da FGV e coordenador do Núcleo de Cultura e Criatividade GV Cult. É consultor de empresas nacionais e internacionais dos setores real e financeiro e de órgãos governamentais, além de autor de livros de finanças pessoais. Esta resposta foi escrita em parceria com Alex Del Giglio, economista pela Univerisidade de São Paulo (USP), com extensão em finanças pela ESC Bordeaux e mestrado em Administração pela FGV. Responsável pela área educacional da Prime Finance Investimentos AAI Ltda., com sede em Manaus.

Perguntas, críticas e observações em relação a esta resposta? Deixe um comentário abaixo!

Envie suas dúvidas sobre planejamento financeiro e investimentos para seudinheiro_exame@abril.com.br.

Vídeo: Troco a poupança por papéis de renda fixa isentos de IR?