Como escolher a localização do imóvel mais adequada

O trânsito das grandes cidades pode atrapalhar os percursos ao trabalho, à escola e aos locais de lazer

A localização do imóvel é um fator importante na hora da decisão de compra pelo consumidor, principalmente para aqueles que moram em grandes cidades, onde o trânsito atrapalha os percursos ao trabalho, à escola e aos locais de lazer.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest aponta que, em São Paulo, a localização é o 3º fator considerado pelos compradores de imóveis, logo após o preço e as condições de pagamento.

Para escolher um imóvel em boa localização, é necessário levar em conta alguns fatores, como:

– Acesso às principais vias;

– Proximidade de comércio e serviços;

– Tranqüilidade e segurança do bairro.

Em primeiro lugar, verifique se o imóvel de interesse está perto das principais vias de acesso que interligam a cidade. É importante calcular o tempo para chegar do imóvel a locais bastante freqüentados pela família, como trabalho, escola, cursos para os filhos, entre outros. Considere também quais são os itinerários de ônibus e metrô que atendem a região do empreendimento.

Em seguida, preste atenção nos serviços e comércios da região. Morar próximo a escolas, supermercados, padarias, shoppings, agências bancárias e áreas verdes, como parques e bosques representa economia de tempo no dia-a-dia.

Verifique, também, se a região do imóvel é tranqüila e segura. Lugares muito movimentados, com trânsito intenso e indicadores elevados de violência podem causar dores de cabeça e noites mal dormidas.

Morar em um bairro novo exige adaptação. Conhecer todos os meios de transporte da região, tais como: pontos de taxi, estações do metrô e ônibus e seus respectivos itinerários podem facilitar o processo.

Para famílias que têm filhos, matriculá-los antes da mudança é uma boa dica para que eles se acostumem com maior facilidade ao novo lar.