Clientes Itaú vão poder comprar dólar e euro através do app do banco

Funcionalidade já existe para clientes do Banco do Brasil. Santander e Bradesco não oferecem o serviço

São Paulo — Os clientes do Itaú vão poder comprar dólar e euro através do aplicativo do maior banco privado do país. A novidade estará disponível ainda neste mês.

Segundo o banco, o serviço vai funcionar 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana, garantindo a taxa de câmbio do momento. O pagamento é feito também pelo app.

Depois de comprar as moedas, é preciso retirar as notas em até cinco dias úteis, de acordo com o horário de funcionamento da agência escolhida pelo cliente. São mais de 800 unidades disponíveis, sendo cerca de 270 exclusivas para clientes Personnalité.

“A novidade permite que as pessoas possam acompanhar a taxa de câmbio e comprar a moeda de forma rápida e prática pelo aplicativo quando acharem mais conveniente, podendo retirar em espécie na agência disponível em que preferirem, até mesmo naquelas localizadas dentro de aeroportos ou shoppings, que operam com horário estendido”, afirma André Daré, diretor do Itaú Unibanco.

“A nossa funcionalidade garante maior comodidade e segurança para comprar moeda estrangeira, facilitando o planejamento de conhecer novos países e culturas para lazer ou mesmo para fazer cursos de curta duração no exterior.”

O Itaú informou que a taxa de câmbio praticada na venda de dólar e euro via app será menor do que em outras modalidades, como nas agências e pelo telefone. O cliente também será avisado com alertas no app ou SMS para lembrá-lo do prazo de retirada da moeda na agência.

Além da compra mobile de dinheiro em espécie, o Itaú também realiza a venda online do cartão pré-pago Itaú Travel Money, com recargas pela internet ou celular, além de pagamentos e remessas internacionais.

Vale a pena?

Especialistas em câmbio ouvidos pelo site EXAME afirmam que os grandes bancos podem praticar taxas menores do que algumas corretoras independentes na venda de moeda estrangeira porque lidam com grandes quantidades de dinheiro.

Ainda assim, a recomendação é que antes de fechar a compra de dólar ou euro você faça uma comparação de taxas na maior quantidade possível de lugares. Os valores podem variar muito.

Sites comparadores como o MelhorCâmbio e o MeuCâmbio reúnem várias casas de câmbio, corretoras e bancos que vendem moedas estrangeiras online. Eles oferecem a mesma comodidade que o Itaú, por exemplo, ou até mais — vários fazem delivery gratuito das moedas até você.

No MelhorCâmbio, inclusive, é possível avisar quantos dólares ou euros você pretende comprar e qual a cotação ideal para você. Assim, o site informa sua oferta para os parceiros e a empresa que aceitar a cotação proposta fecha negócio com você, numa espécie de leilão.

Outros bancos

O Itaú não foi o primeiro dos grandes bancos a liberar a compra de dólar e euro via app. O Banco do Brasil tem essa funcionalidade desde fevereiro do ano passado.

O app do BB permite a compra de dólar, euro e, em algumas regiões, até libra esterlina. Você compra pelo app e tem até dois dias úteis para retirar o dinheiro em uma das agências que operam câmbio em todo o país, diretamente no guichê de caixa, com a taxa garantida do dia de realização da transação no app.

O mobile do BB também ajuda a localizar a agência mais próxima habilitada para a operação. Com o GPS do smartphone ligado, o app mostrará as unidades num raio de 5 km.

Também é possível fazer a busca por estado e cidade. A transação é válida para saques com valor equivalente até 3 mil dólares por operação, limitada a 10 mil dólares por mês.

Outra funcionalidade interessante do app do BB é que é possível definir a cotação que você está disposto a pagar e o período de espera. Tão logo a moeda estrangeira chegue ao patamar pretendido, o banco envia uma mensagem para confirmar a transação.

O Santander e o Bradesco ainda não permitem a compra de dólares e outras moedas via aplicativo. O Santander, no entanto, disponibiliza o serviço “One Pay FX”, lançado em 2017.

Através do “One Pay FX” é possível enviar libras e euro para o exterior, usando a tecnologia blockchain, em até 2 horas. As remessas de dólar são concluídas em até 2 dias, mas o banco diz que em breve o serviço também levará até 2 horas.

Preço médio

A oscilação do dólar e do euro nos últimos meses tem deixado quem tem viagem marcada para fora do país ou despesas previstas em moeda estrangeira de cabelo em pé. Mas é preciso manter a calma.

Os especialistas ouvidos pelo site  EXAME recomendam que você compre os dólares necessários para a viagem ou pagamento de contas no exterior em datas diferentes. Com isso, vai conseguir aproveitar cotações variadas e minimizar seus riscos.

Não adianta querer comprar dólar na melhor cotação porque você nunca vai conseguir isso. Se for viajar em dezembro, compre um pouco agora, um pouco daqui a dois meses e o restante a poucos dias da viagem. Não tem outro jeito, somente a formação de uma cotação média vai proteger quem precisa comprar dólar.

É importante saber que, ao seguir a estratégia de comprar a moeda aos poucos, você não deve fazer as compras aleatoriamente. É preciso se comprometer a comprar dólar sempre nas datas predefinidas em sua estratégia inicial, independentemente da taxa. Será preciso também ficar atento ao noticiário.

Além disso, sempre vale a dica de procurar pela melhor cotação na hora da compra. As casas de câmbio tendem a embutir nas cotações praticadas de dólar taxas que reflitam o custo de suas operações, por isso o valor varia de um lugar a outro — e, em alguns casos, a diferença pode ser grande.

No site do Banco Central, é possível utilizar a ferramenta Ranking do VET, que mostra o Valor Efetivo Total (VET) da conversão de moedas estrangeiras em de diferentes casas de câmbio. O VET engloba a taxa de câmbio, as tarifas e os tributos incidentes sobre a conversão, apresentando o custo final da compra.

Cartão pré-pago

Se você está indo para o exterior, a recomendação é que você leve uma parte menor de recursos em dinheiro vivo e coloque a maior parte em um cartão pré-pago.

Isso vai te proteger em caso de roubo ou perda, já que o cartão pré-pago pode ser facilmente bloqueado e substituído onde você estiver. Já o dinheiro em espécie, quando perdido, não há o que possa ser feito, e você fica com o prejuízo.

Os cartões possuem bandeiras diferentes, são aceitos em todo o mundo e podem ser solicitados em casas de câmbio, agências de intercâmbio, online ou até mesmo por telefone.

A recarga pode ser feita remotamente e você consegue controlar o extrato de gastos online. Por isso é uma ótima opção também para os pais que estão mandando seus filhos para estudar no exterior, por exemplo.

É importante lembrar, porém, que o IOF cobrado nas recargas de dólar em cartões pré-pagos é de 6,38%, enquanto que a taxa para a compra da moeda em espécie é de 1,10%. Mas vale a pena pagar um pouco mais pela segurança e comodidade, de acordo com os especialistas.