Clear e Modalmais zeram taxa de corretagem para investir na Bolsa

A disputa entre as corretoras de investimentos para atrair clientes está  grande

São Paulo – A disputa entre as corretoras de investimentos para atrair clientes está  grande. Só nesta semana, duas instituições anunciaram que zeraram taxas de corretagem para investir na Bolsa: a Clear Corretora, do Grupo XP, e a Modalmais, do Banco Modal.

A Clear Corretora zerou todos os tipos de operações em Bolsa, como ações, opções e minicontratos. O objetivo da corretora é atrair tanto quem já investe em ações para outros ativos de renda variável quanto quem quer diversificar a carteira e investir na Bolsa pela primeira vez. 

Com a nova política comercial, a Clear espera dobrar a quantidade de clientes que operam diariamente. A corretora se posicionou como uma marca especialista em traders, que operam em renda variável. 

A estratégia integra o plano de expansão do Grupo XP no país, que visa alcançar R$ 1 trilhão sob custódia até o fim de 2020 – hoje, são R$ 173 bilhões. A XP Investimentos e a Rico, do Grupo XP, também reduziram suas taxas de corretagem. 

Modalmais

A Modalmais zerou a taxa de corretagem para investir no mercado futuro de índice Bovespa e dólar. A plataforma tem três anos e é líderes em número de investidores pessoas físicas que investem na Bolsa, segundo a B3. A corretora tem 260 mil contas.

A Toro Investimentos, que entrou nesse mercado em julho, também não cobra taxa de corretagem para investimentos em Bolsa que tiverem prejuízo. A corretora cobra apenas um valor proporcional ao lucro do cliente.