Chery QQ deixa de ser o carro mais barato do Brasil

Após reajuste de 1.000 reais do QQ, o Fiat Mille voltou a ser o mais econômico

São Paulo – A Chery fez muito barulho ao lançar em abril o QQ, carro que à época era o mais barato do Brasil mesmo oferecendo opcionais como freios ABS, airbag duplo, travas e vidros elétricos, sensor de estacionamento, som com CD e USB, ar condicionado e direção hidráulica. Cerca de quatro meses depois, no entanto, o carro sofreu um reajuste de 1.000 reais e passou a custar 23.990 reais. A decisão da montadora chinesa fez com que o Fiat Mille Economy, que sai por 23.490 reais, recuperasse o posto de mais econômico do país.

A seu favor, a Chery ainda pode argumentar que o QQ é muito mais rico em acessórios que o Mille. Mesmo se gastar mais 5.000 reais, o dono do Mille não poderá instalar o mesmo número de opcionais em seu veículo.

Por outro lado, o Mille bate facilmente o QQ em espaço interno e de porta-malas. O tanque de combustível de apenas 35 litros compromete a autonomia do veículo chinês. A Chery também não desenvolveu um motor flex, o que obriga o QQ a rodar apenas com gasolina.

A segurança e o conforto são outros itens do QQ que costumam ser questionados em revistas especializadas. Do estofamento ao câmbio, nada parece deixar o motorista bem à vontade para dirigir. Já o quesito segurança é um ponto sensível a qualquer veículo chinês. Em 2006, o QQ passou por um crashtest no padrão europeu e o resultado foi desalentador. A Chery defende que reforços estruturais foram feitos desde então. Como o veículo ainda não passou por teste semelhante, não se sabe até que ponto as promessas foram cumpridas.

Já o Uno Mille tem o design como principal ponto fraco. O carro, um campeão de vendas, chegou ao Brasil na década de 1980 e desde então mantém as famosas linhas retas. O Mille atrai principalmente quem tem pouco dinheiro e não está disposto a gastar mais em um automóvel. Os custos de manutenção são baixos e a depreciação também é uma das menores do país. Por fim, a ampla rede de concessionárias garante ao Mille maior facilidade de manutenção em relação ao QQ.