Caixa suspende novas contratações do programa Pró-Cotista

O banco explicou que a medida se deu "em razão do comprometimento total do orçamento disponibilizado pelo Conselho Curador do FGTS para 2017"

São Paulo – A Caixa Econômica Federal informou nesta segunda-feira que suspendeu novas contratações da linha Pró-Cotista, que oferece crédito mais barato do mercado, porque os recursos acabaram.

Em nota, o banco, maior financiador imobiliário do país, explicou que a medida se deu “em razão do comprometimento total do orçamento disponibilizado pelo Conselho Curador do FGTS para o exercício de 2017.

O anúncio vem após a Caixa já ter suspendido novas contratações da Pró-Cotista em maio, pela mesma razão. A linhafinancia a compra de imóveis de até 950 mil reais nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e de até 800 mil nos outros Estados.

A linha foi reabastecida após a Caixa ter recebido 2,54 bilhões de reais de recursos que inicialmente haviam sido direcionados para o programa de moradia popular Minha Casa, Minha Vida.

A taxa de juro da Pró-Cotista da Caixa para não correntistas do banco é de cerca de 8,61 por cento ao ano. Já pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), com recursos da caderneta de poupança, a taxa é de 10,5 por cento ao ano.

O orçamento da Caixa prevê conceder 84 bilhões de reais em novos financiamentos para habitação neste ano, ante 81,5 bilhões de reais no ano passado, considerando todas as linhas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Daniel Andrade de Paula

    Será que existe a possibilidade do conselho curador do FGTS liberar mais dinheiro para essa linha de crédito ainda nesse ano?