BB amplia carência no financiamento de veículos

Banco informou que o financiamento de veículos leves zero-quilômetro já pode ser contratado na instituição com carência de até seis meses

São Paulo – O Banco do Brasil informou nesta quarta-feira que o financiamento de veículos leves zero-quilômetro já pode ser contratado na instituição com carência de até seis meses. Segundo o comunicado, a promoção, válida até 31 de dezembro, “é uma ação inédita no mercado e passa a ser mais um diferencial mercadológico da linha BB Crédito Veículo, que já não cobra nenhuma tarifa na contratação”. Antes, a carência máxima para início do pagamento das parcelas era de 59 dias.

A instituição acrescenta que desde o lançamento do programa BOMPRATODOS, em abril de 2012, diversas ações foram implementadas para tornar as linhas de financiamento de veículos ainda mais atrativas. “Segundo o ranking do Banco Central, quando comparado aos maiores bancos do mercado, o BB, por meses seguidos, continua com o posicionamento de banco com as menores taxas médias de juros para compra de veículos.”

Caixa realiza Semana Auto

Já a Caixa Econômica Federal realiza, até a sexta-feira (07), a Semana Auto Caixa. Conforme comunicado divulgado pelo banco, o consumidor poderá comprar um carro em até 60 meses, com taxas entre 0,75% a.m. e 1,51% a.m., conforme as condições do financiamento. A instituição ressalta que tem uma das menores prestações do mercado e não cobra tarifas adicionais. A ação integra o Programa Caixa Melhor Crédito.

A linha de financiamento está disponível em todas as agências da Caixa. As taxas são definidas em função de fatores como cota de financiamento, idade do veículo, prazo e nível de relacionamento do cliente com a instituição.

A Caixa informa também que já financiou mais de 60 mil veículos de janeiro a novembro deste ano, apenas com as operações realizadas em suas agências. No Estado de São Paulo, a Caixa já financiou, sozinha, em 2012, pouco mais de 7.700 veículos até outubro, com mais R$ 177 milhões contratados. Computando-se as operações realizadas pelo Banco Panamericano, diz a Caixa, a carteira de veículos deverá atingir saldo de R$ 10 bilhões até o final deste ano.