As melhores corretoras para investir na Bolsa e no Tesouro Direto

Pesquisa da Proteste mostra as corretoras com melhor custo-benefício para investir online em ações e títulos públicos

São Paulo – Quer aplicar seu dinheiro em ações ou títulos públicos, mas não faz a menor ideia de como escolher a corretora? O estudo a seguir mostra as que têm o melhor custo-benefício para investir online, entre nove corretoras, segundo a associação de consumidores Proteste.

Para investir em ações pela internet, por meio de um sistema de home broker, a pesquisa indica as corretoras Clear e Mirae como “a escolha certa”. Para investir em títulos públicos, o estudo sugere a Easynvest e a XP Investimentos, que não cobram taxa de corretagem.

Para chegar a esse resultado, a Proteste avaliou a qualidade dos serviços e os preços das corretoras que tiveram a maior movimentação de recursos em 2016, segundo a B3 (antiga BM&FBovespa). As corretoras Bradesco e Itautrade foram incluídas na amostra porque foram eleitas as melhores corretoras para investir em ações no ano passado, pela mesma pesquisa da Proteste.

Entre as nove corretoras da amostra, além dos custos, o estudo analisou critérios qualitativos como a transparência das operações e as informações fornecidas para ajudar investidores a tomar decisões. Também testou a experiência do investidor na plataforma online e a segurança do site.

“Todas as corretoras ficaram com notas altas na análise qualitativa. No fim das contas, o que definiu a escolha certa foi o preço cobrado”, explica a economista da Proteste Veronica Dutt-Ross, responsável pelo estudo.

Para investir em ações, as corretoras cobram duas taxas: a de corretagem – que pode ser um percentual sobre o valor de cada operação, uma taxa fixa ou um misto das duas –  e a de custódia, que se refere aos serviços da Bolsa.

“Recomendo ficar atento a todas as taxas cobradas e escolher o tipo de cobrança que melhor se encaixa no seu perfil como investidor”, orienta Veronica.

A seguir, veja os custos cobrados por cada corretora para investir em ações, por meio de um sistema home broker, para três perfis de investidor. Repare que a mesma corretora pode ser mais barata ou mais cara, conforme a frequência de operações por mês.

Corretora Custo para fazer 2 operações por mês, de R$ 1.000 cada (R$) Custo para fazer 6 operações por mês, de R$ 2 mil cada (R$) Custo para fazer 10 operações por mês, de R$ 3 mil cada (R$)
Banco do Brasil 54,30 134,30 214,30
Bradesco 20 60 100
Clear 15 45 75
Easynvest 30 60 100
Itautrade 41,80 93,80 145,80
0Mirae 15,80 27,40 39
Mycap 40 120 200
Rico 32,10 71,30 110,50
XP Investimentos 29,80 89,40 149

Para investir em títulos públicos, as corretoras cobram a taxa de custódia da B3 – de 0,3% ao ano, cobrada proporcionalmente ao tempo em que o investidor mantiver o título  – e a taxa de corretagem e manutenção da conta. Algumas corretoras não cobram taxa de corretagem, como um chamariz para atrair investidores para outras aplicações financeiras futuramente.

Confira o custo anual para investir no Tesouro Direto dobrado por cada corretora, para investir 25 mil reais.

Corretora Custo anual para investir R$ 25 mil (R$)
Banco do Brasil 125
Bradesco 125
Clear Zero
Easynvest Zero
Itautrade 125
Mirae 50
Mycap 50
Rico 25
XP Investimentos Zero

Vale destacar que outras corretoras que não foram incluídas na amostra da pesquisa também podem isentar a cobrança para investir no Tesouro Direto e cobrar preços atraentes para investir em ações. O mais importante é pesquisar valores antes de investir, para não perder dinheiro à toa.