As bobagens que as pessoas fazem com o dinheiro

O que separa os gastos inúteis e absurdos do emprego inteligente do dinheiro

São Paulo – Não são raras as notícias de extravagâncias de pessoas que gastam milhares ou milhões em peças de colecionador, artigos de luxo ou excentricidades difíceis de passar adiante. Mas seja rico ou apenas alguém que se esforça para enriquecer, gastar com inteligência e parcimônia é um imperativo para quase todo mundo que queira manter um bom padrão de vida.

“Quem tem dinheiro o respeita”, diz o consultor financeiro e gerente geral do Instituto Nacional dos Investidores (INI), Mauro Calil. Para ele, as bobagens financeiras não são apenas os grandes desperdícios de dinheiro ou os pequenos gastos dispensáveis do dia a dia. É tudo aquilo em que você não gastaria não fosse um imprevisto, são as compras feitas por impulso para uma satisfação momentânea e passageira ou como forma de recompensa que não resolve o seu problema.

Veja no vídeo abaixo as dicas do consultor para evitar as bobagens financeiras que tornam difícil manter as finanças em ordem e até acumular patrimônio: