As ações que pagam dividendos mais indicadas para março

Levantamento feito pelo site EXAME mostra as ações que pagam dividendos mais recomendadas pelas corretoras para este mês

São Paulo – Empatadas, as ações da Engie (EGIE3), Itaúsa e Itaú Unibanco (ITUB4) lideraram as recomendações de corretoras e bancos para março, entre as boas pagadoras de dividendos. Os papéis das empresas foram sugeridos em 4 das 15 carteiras recebidas pelo site EXAME.

Os dividendos são uma parte do lucro das empresas distribuída entre os acionistas. Em fevereiro, o Idiv, índice de dividendos da Bolsa, caiu 2%, enquanto o Ibovespa, o principal índice de referência da B3, teve queda de 1,86%.

As recomendações para março

Veja abaixo a lista com todas as ações indicadas por 15 corretoras para o mês de março. Elas estão organizadas pela quantidade de indicações.

Ação Recomendações
Engie Brasil (EGIE3) 4
Itaú Unibanco (ITUB4) 4
Itaúsa (ITSA4) 4
AES Tietê (TIET11) 3
Banco do Brasil (BBAS3) 3
BB Seguridade (BBSE3) 3
Equatorial (EQTL3) 3
IRB Brasil Resseguros (IRBR3) 3
Taesa (TAEE11) 3
Braskem (BRKM5) 2
Cielo (CIEL3) 2
EDP Brasil (ENBR3) 2
Energias BR (ENBR3) 2
Grendene (GRND3) 2
MRV (MRVE3) 2
Queiroz Galvão (QGEP3) 2
Ultrapar (UGPA3) 2
Vale (VALE3) 2
Alupar (ALUP11) 1
Ambev (ABEV3) 1
B3 (B3SA3) 1
Banco ABC Brasil (ABCB4) 1
Banrisul (BRSR6) 1
Bradesco (BBDC4) 1
Bradespar (BRAP4) 1
CCR (CCRO3) 1
Copasa (CSMG3) 1
Cyrela (CYRE3) 1
Embraer (EMBR3) 1
Energisa (ENGI11) 1
Fleury (FLRY3) 1
Hypera (HYPE3) 1
Iochpe-Maxion (MYPK3) 1
Klabin (KLBN11) 1
Kroton (KROT3) 1
Lojas Renner (LREN3) 1
Metal Leve (LEVE3) 1
Natura (NATU3) 1
Petrobras Distribuidora (BRDT3) 1
Sabesp (SBSP3) 1
Sanepar (SAPR11) 1
Suzano (SUZB3) 1
Tupy (TUPY3) 1
Tenda (TEND3) 1
Telefônica Vivo (VIVT4) 1
Valid (VLID3) 1

As carteiras recomendadas para este mês

Veja abaixo as carteiras recomendadas por 15 corretoras para o mês de março. Elas estão organizadas por ordem alfabética.

Ativa

Desempenho em fevereiro: -2,7%
Desempenho no ano: 10,44%
Ações incluídas: Ambev e Natura
Ações retiradas: Kroton e Ultrapar

Ação Peso, em %
Ambev (ABEV3) 20
Itaú Unibanco (ITUB4) 20
Klabin (KLBN11) 20
Natura (NATU3) 20
Taesa (TAEE11) 20

Bradesco

Desempenho em fevereiro: -2,31%
Desempenho no ano: 14,5%
Ação incluída: Banco do Brasil
Ação retirada: B3

Ação Peso, em %
Banco ABC Brasil (ABCB4) 20
Banco do Brasil (BBAS3) 20
Sanepar (SAPR11) 20
Taesa (TAEE11) 20
Tenda (TEND3) 20

Coinvalores

Desempenho em fevereiro: -0,5%
Desempenho no ano: 13,7%
Ação incluída: Fleury
Ação retirada: Banco do Brasil

Ação Peso, em %
Braskem (BRKM5) 20
Fleury (FLRY3) 20
IRB Brasil Resseguros (IRBR3) 20
Itaú Unibanco (ITUB4) 20
Lojas Renner (LREN3) 20

Elite

Desempenho em fevereiro: -1,78%
Desempenho no ano: 10,62%
Ações incluídas: Qgep e Ultrapar.
Ações retiradas: Klabin e Mercantil Brasil.

Ação Peso, em %
Cielo (CIEL3) 20
Engie (EGIE3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20
Queiroz Galvão (QGEP3) 20
Ultrapar (UGPA3) 20

Genial

Desempenho em fevereiro: 1,29%
Desempenho no ano: 13,64%
Ações incluídas: AES Tietê, Energias BR e Itaú.
Ações retiradas: Unipar, Copasa e Itaúsa.

Ação Peso, em %
AES Tietê (TIET11) 20
Energias BR (ENBR3) 20
Itau (ITUB4) 20
Metal Leve (LEVE3) 20
Tupy (TUPY3) 20

Guide

Desempenho em fevereiro: -1,30%
Desempenho no ano: 12,47%
Ação incluída: IRB.
Ação retirada: Sanepar

Ação Peso, em %
Banco do Brasil (BBAS3) 20
Cyrela (CYRE3) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
IRB (IRBR3) 20
Petrobras Distribuidora (BRDT3) 20

Necton

Desempenho em fevereiro: -3,7%
Desempenho no ano: 5,5%
Não houve alterações na carteira no mês

Ação Peso, em %
BB Seguridade (BBSE3) 20
Bradespar (BRAP4) 20
CCR (CCRO3) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20

Nova Futura

Desempenho em fevereiro: -3,99%
Desempenho no ano: 14,61%
Ações incluídas: Ambev e Itaúsa.
Ações retiradas: Queiroz Galvão e Taesa.

Ação Peso, em %
B3 (B3SA3) 20
BB Seguridade (BBSE3) 20
Queiroz Galvão (QGEP3) 20
Sabesp (SBSP3) 20
Taesa (TAEE11) 20

Planner

Desempenho em fevereiro: -4,09%
Desempenho no ano: 6,6%
Ações incluídas: AES Tietê, Banrisul e Grendene.
Ações retiradas: BB Seguridade, Cielo e Petrobras.

Ação Peso, em %
AES Tietê (TIET11) 20
Banrisul (BRSR6) 20
Iochpe-Maxion (MYPK3) 20
Grendene (GRND3) 20
Ultrapar (UGPA3) 20

Quantitas

Desempenho em fevereiro: -3,24%
Desempenho no ano: 4,25%
Ação incluída: Grendene.
Ação retirada: Kroton.

Ação Peso, em %
Alupar (ALUP11) 20
Banco do Brasil (BBAS3) 20
Embraer (EMBR3) 20
Grendene (GRND3) 20
Hypera (HYPE3) 20

Rico

Desempenho em fevereiro: -2,34%
Desempenho no ano: 6%
Ação incluída: Braskem.
Ação retirada: IRB.

Ação Peso, em %
Braskem (BRKM5) 20
EDP Brasil (ENBR3) 20
Equatorial (EQTL3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20
MRV (MRVE3) 20

Santander

Desempenho em fevereiro: -0,35%
Desempenho no ano: 5,33%
Não houve alterações na carteira.

Ação Peso, em %
Copasa (CSMG3) 15
Energisa (ENGI11) 20
IRB Brasil Resseguros (IRBR3) 20
Itaúsa (ITSA4) 25
Telefônica Vivo (VIVT4) 20

Terra

Desempenho em fevereiro: -4,6%
Desempenho no ano: 5,40%
Ação incluída: BB Seguridade.
Ação retirada: Engie.

Ação Peso, em %
BB Seguridade (BBSE3) 20
Cielo (CIEL3) 20
MRV Engenharia (MRVE3) 20
Telefônica Vivo (VIVT4) 20
Valid (VLID3) 20

Toro

Desempenho em fevereiro: 0,90%
Desempenho no ano: 14,46%
Ação incluída: Equatorial.
Ação retirada: B3.

Ação Peso, em %
Bradesco (BBDC4) 20
Equatorial (EQTL3) 20
Kroton (KROT3) 20
Suzano (SUZB3) 20
Vale (VALE3) 20

XP Investimentos

Desempenho em fevereiro: -2,8%
Desempenho no ano: 8,2%
Não houve alterações na carteira.

Ação Peso, em %
AES Tietê (TIET11) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
Equatorial (EQTL3) 20
Itaú Unibanco (ITUB4) 20
Vale (VALE3) 20