App avisa usuário para trocar cheque especial por empréstimo pessoal

Guiabolso mostra que, após 13 dias, já valeria a pena trocar o saldo negativo em conta por um empréstimo pessoal

São Paulo – Ao longo de setembro o aplicativo de controle de despesas Guiabolso vai alertar consumidores sobre o uso do cheque especial. O app fará dois avisos: um no momento em que a pessoa fica com o saldo negativo e cai nesse crédito e o segundo após alguns dias, quando o empréstimo pessoal já passa a valer mais a pena.

Uma pesquisa do aplicativo com 179 mil usuários detectou que, em média, as pessoas que se endividaram com o cheque especial ficaram 16 dias na modalidade em julho. E após 13 dias, já valeria a pena trocar a dívida por um empréstimo pessoal.

A partir dessa data, em média, o valor que seria pago no empréstimo começa a ser menor que o do cheque especial porque o saldo negativo em conta corrente segue o modelo de juros compostos: dia após dia, a dívida cresce e pode virar uma bola de neve. No crédito pessoal, a cobrança de juros é sobre as parcelas

A pesquisa também calculou a economia no bolso caso a pessoa fizesse a migração da dívida. Em julho, as pessoas ficaram em média com 1.084 reais de saldo negativo. Caso rolasse essa dívida no cheque especial, em 12 meses teria de pagar 3.478 reais de juros.

No empréstimo pessoal com CET de 5,8% ao mês, os juros seriam de 451 reais. Ou seja, nessa troca do cheque especial pelo empréstimo pessoal a economia seria de 3.027 reais, aproximadamente.

O cálculo da pesquisa foi feito com base no Custo Efetivo Total (CET) médio de 5,8% ao mês. A taxa já inclui os juros e outras tarifas que podem ser cobradas no empréstimo.

Segundo a última pesquisa do Banco Central, a taxa de juros do cheque especial estava em 12,7% ao mês em julho ou 318,6% ao ano,.

Além de fazer a gestão financeira dos gastos e ganhos dos usuários, o Guiabolso atua como curador de produtos, oferecendo opções de empréstimos dentro da plataforma, além de investimentos e contas correntes, dependendo do perfil do usuário e do momento de vida. A plataforma usa inteligência artificial pra fazer as indicações.

A iniciativa dos avisos faz parte do projeto #MeGuia, que visa trazer conteúdos e ações de alerta para um tema de finanças por mês.