Aposentado usa crédito consignado para pagar dívidas

Essa é a situação da maioria dos 500 pensionistas do banco Cruzeiro do Sul, segundo uma pesquisa divulgada hoje pelo Ibope

Uma pesquisa encomendada ao Ibope pelo banco Cruzeiro do Sul, um dos líderes na concessão de crédito consignado, mostra que a maioria dos aposentados que toma empréstimos com desconto automático dos benefícios pagos pela Previdência Social usa o dinheiro para pagar dívidas. Essa é a situação de 60% dos 500 aposentados que recebem seus benefícios pelo banco e foram entrevistados pelo Ibope. “Esses recursos são usados pela saldar outras dívidas, provavelmente mais caras”, diz Luis Octávio Indio da Costa, diretor-executivo do Cruzeiro do Sul.

A pesquisa foi divulgada nesta terça-feira (17), em meio às críticas que o crédito consignado vem recebendo de associações de defesa ao consumidor, sindicalistas e até dos próprios aposentados. Muitos alegam que são enganados pelos gerentes dos bancos e acabam contraindo dívidas que não conseguem pagar. “Essas denúncias devem ser investigadas e esclarecidas”, diz Costa. Ele acrescenta, porém, que no caso do Cruzeiro do Sul “89% dos entrevistados declararam ao Ibope que todas as condições do empréstimo estavam totalmente claras na ocasião da contratação”.

Depois do pagamento de dívidas, o destino mais comum do dinheiro conseguido pelos aposentados por meio do crédito consignado é fazer reformas em casa. É o caso de 27% dos entrevistados. Em seguida, vêm os gastos com saúde (9%), compra de eletrodomésticos (2%), compra de carro (1%) e viagens (1%).

O crédito consignado não é barato, mas sai bem mais em conta do que um empréstimo pessoal. A taxa de juros cobrada pelo Cruzeiro do Sul para financiamentos de 12 meses é de 37,7% ao ano, metade da taxa média de um empréstimos pessoal, de acordo com informações do Banco Central. Por essa razão, 34% dos entrevistados pelo Ibope disseram que os juros baixos são a principal vantagem do crédito consignado. Outros benefícios apontados foram ausência de burocracia (27%), o valor baixo das parcelas (11%) e o prazo para pagamento (9%).

O Cruzeiro do Sul empresta cerca de 50 milhões de reais por mês por meio do crédito consignado a aposentados. O banco também oferece esse tipo de financiamento para assalariados, principalmente funcionários públicos, com desconto em folha de pagamento. O volume mensal desses empréstimos chega a 70 milhões de reais. O consignado representa 90% da carteira de crédito da instituição.