Alta renda prefere poupança e título de capitalização

Brasileiros de todas as faixas de renda escolhem investimentos por confiar na solidez do banco

São Paulo – A caderneta de poupança é o investimento preferido dos brasileiros, seguida dos títulos de capitalização, que aparecem em segundo lugar entre a população com renda mensal acima de 800 reais. Estas constatações foram feitas a partir de um estudo realizado pela Fractal, empresa especializada em pesquisas de mercado.

Segundo a pesquisa, 38,9% dos brasileiros com renda mensal de até 800 reais investem na poupança. Entre os que ganham de 800 reais a 4.000 reais, 44,6% utilizam a caderneta. E entre aqueles que têm renda superior a 4.000 reais, 49,9% utilizam a poupança como meio de investimento.

Os títulos de capitalização são usados por 6,1% dos brasileiros com renda mensal entre 800 reais a 4.000 reais e entre aqueles que recebem acima de 4.000, a porcentagem sobre para 15,8%.

Celso Grisi, diretor-presidente do Instituto de Pesquisas Fractal avalia que os entrevistados demonstraram grande falta de conhecimento dos produtos, uma vez que o título de capitalização se assemelha mais a um sorteio do que a um investimento, e é considerado uma das piores formas de aplicação, segundo especialistas.

A pesquisa mostrou também que os Fundos de Renda Fixa, Fundos de DI, CDBs, Fundos de Ações e Bolsa de Valores não são tão utilizados pelos investidores. Segundo Grisi, esta seria mais uma demonstração de que o brasileiro não tem muito conhecimento sobre aplicações e tem medo de enfrentar investimentos de maior complexidade.

Renda mensal acima de 4.000 reais

Produto financeiro Porcentagem
Poupança 49,9
Títulos de capitalização 15,8
Fundos de renda fixa 14,6
Fundos DI 14,6
CDB 14,1
Fundos de ações 7,9
Aplicações em bolsas no Brasil 1,8
Fundos multimercados ou derivativos 1,6
Compra e venda de ações em corretoras 1,3
Fundos mistos (renda fixa e variável) 1,2
Fundos multiportifólios 0,5
Títulos públicos em corretoras 0,4
Fundos cambiais 0,3
Títulos privados (debêntures) 0,3
Investimentos financeiros no exterior 0,2
Títulos cambiais (NTN, Export Notes) 0,0

A pesquisa mostrou que para a faixa de renda mensal superior a 4.000 reais, na qual 49,9% utilizam a poupança como investimento, 84% usam o produto pela solidez da instituição e 23,8% utilizam porque possuem conta corrente e bom relacionamento em único banco.

Também os entrevistados desta faixa de renda mostram desconhecer as desvantagens dos títulos de capitalização: 15,8% utilizam este tipo de investimento. Segundo o estudo, a utilização deste produto ocorre porque eles consideram que o banco transmite segurança e tradição no mercado e porque o valor investido é remunerado corretamente. E 4,8% acreditam que os prêmios oferecidos pela capitalização, por meio da loteria federal, são mais atrativos que os prêmios oferecidos pela concorrência.


Renda mensal entre 800 e 4.000 reais

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Produto financeiro Porcentagem
Poupança 44,6
Títulos de capitalização 6,1
Fundos de renda fixa 1,0
CDB 0,8
Fundos DI 0,7
Fundos de ações 0,3
Fundos mistos (renda fixa e variável) 0,1
Fundos multimercados ou derivativos 0,0
Aplicações em bolsas no Brasil 0,0
Títulos privados (debêntures) 0,0
Compra e venda de ações em corretoras 0,0
Investimentos financeiros no exterior 0,0
Títulos cambiais (NTN, Export Notes) 0,0
Fundos multiportifólios 0,0

Como indicado na tabela, 44,6% dos brasileiros com renda entre 800 até 4.000 reais utilizam a caderneta de poupança. Cerca de 83%  são simpatizantes do sistema bancário por ter solidez nas negociações. Eles também têm preferência pela poupança porque ela remunera recursos que ficam parados na conta até o momento do resgate – 58,6% dos entrevistados apresentaram esta jusitificativa. E 48% são adeptos pelo fato de o banco enviar extratos sobre as operações efetuadas.

Os entrevistados também foram questionados sobre a opção pelos títulos de capitalização. A questão, que admitia mais de uma resposta, teve os seguintes resultados: 50,5% optam pelos títulos de capitalização porque o valor investido é remunerado corretamente; 48,4% optam por este produto financeiro pela solidez do banco que o oferta;  47,6% por permitir aplicações com prazos mais convenientes; e 35,9% por aceitar resgates antes do vencimento, depois de passado o prazo de carência.

Renda mensal de até 800 reais

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Produto financeiro Porcentagem
Poupança 38,9
Fundos de investimentos 0,2

Entre os entrevistados com esta faixa de renda, 38,9% utilizam a poupança como principal investimento. Do total, 70,7% afirmam que o fazem por confiar no banco. Além disso, 49,4% acreditam que a instituição oferece aplicações adequadas às suas necessidades e para 35,8% deles, as agências contam com profissionais especializados em aplicações.

Amostragem

As entrevistas foram realizadas entre agosto e novembro de 2011 nos seguintes estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Brasília. Foram consultadas 5.385 pessoas no total, sendo 2.433 entrevistados com renda individual inferior a 800 reais; 9.252 com ganhos entre 800 e 4.000 reais; e 2.000 participantes com renda superior a 4.000 reais.