A final da Libertadores não é mais no Chile: o que você pode fazer?

Santiago deixou de ser o berço para a final do campeonato depois de uma onda de protestos violentos no país; saiba o que fazer com a sua passagem

São Paulo — Na noite desta terça-feira (5), a Conmebol anunciou que a final da Libertadores, disputada por Flamengo e pelo argentino River, mudou de endereço. Mas calma, quem já comprou as passagens para Santiago não precisa se preocupar: a Latam e a Gol tomaram decisões para resolver o “problema”. 

Mas calma, quem já comprou as passagens para Santiago não precisa se preocupar: a Latam está trocando, gratuitamente, o destino das passagens para Lima, no Peru. E a Gol está remarcando as datas das passagens sem custos.

Lembrando que a data do jogo continua sendo a mesma, no dia 23 de novembro, um sábado.

Santiago deixou de ser o berço para a final do campeonato depois de uma onda de protestos violentos no Chile contra as medidas socioeconômicas do governo, que acontecem desde meados de outubro e deixaram 20 mortos. Ontem, o presidente chileno, Sebastián Piñera, afirmou que não renunciará.

Procon

Em nota, o Procon orientou “que o consumidor não pode ser prejudicado”. “Ainda que a alteração tenha ocorrido por motivo de força maior e a Conmenbol não tenha culpa pelos motivos que ensejaram a mudança, a legislação prevê que ela responde perante os torcedores”, disse.

A Conmebol e o Flamengo disseram que os torcedores que já compraram ingressos terão preferência para o jogo em Lima ou terão o dinheiro devolvido.

O Procon orienta que aqueles torcedores que tiverem problemas devem procurar o órgão de sua cidade para garantir os seus direitos.

Serviço

Para mais informações, os passageiros podem consultar a Central de Atendimento da LATAM pelos telefones 4002-5700 (capitais) ou 0300 570 5700 (demais localidades do Brasil). Para entrar em contato com a Gol, basta ligar no telefone 0300 115 2121.