Prevent Senior resulta de um plano que ficou maduro em 20 anos

Empresa fechou 2016 com uma carteira de 338 000 clientes

Desde que foi fun­dada pelos irmãos Eduardo e Fernando Parrillo, há 20 anos, a operadora de planos de saúde Prevent Senior manteve suas operações restritas a São Paulo. Apostando num público-alvo de idosos — ou “adultos+”, como chama seus clientes —, a companhia prepara agora um plano de expansão.

“Por duas décadas, São Paulo foi um laboratório para nós. Agora nos sentimos prontos para buscar novos mercados”, afirma Fernando Parrillo, presidente da Prevent Senior. Com uma rede composta de 51 unidades próprias (entre hospitais, laboratórios, centros de diagnóstico e clínicas), a empresa planeja atuar em outras capitais das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Os locais ainda não estão definidos, mas a ideia é manter o ritmo de crescimento dos negócios nos últimos anos.

A Prevent Senior fechou 2016 com uma carteira de 338 000 clientes e faturou 595 milhões de dólares, valor 18% superior ao de 2015. O lucro líquido, de 58 milhões de dólares, representou um retorno de 51% sobre o patrimônio — a oitava melhor taxa entre as 500 maiores empresas do país e a segunda do setor de Saúde.

Fernando Parrillo, presidente da Prevent Senior: matemáticos e estatísticos para analisar dados e acompanhar tendências | Leandro Fonseca/EXAME

Preparando a expansão, a Prevent Senior dedicou o ano passado a uma arrumação e diminuiu o ritmo de venda de convênios médicos. “Não suspendemos a comercialização, mas reduzimos os estímulos à área de vendas e o número de promoções”, afirma Parrillo. “Aproveitamos o ano para rever nossos processos e buscar melhorias no atendimento.” Esse é um ponto sensível, pois a Prevent Senior atende pessoas a partir de 49 anos, mas seu maior público está na faixa de 60 a 79 anos. São pessoas que, por solidão ou por ter mais tempo livre, fazem contatos frequentes com a operadora mesmo quando não precisam de tratamento médico. Por isso, é grande o volume de ligações e e-mails. “É um público participativo e, em alguns momentos, temos dificuldades de atender rapidamente às demandas”, diz Parrillo. De fato, no site Reclame Aqui, que mede a satisfação dos clientes, a Prevent Senior aparece com uma boa reputação, mas acumula reclamações quanto à demora no atendimento.

Além de melhorar o atendimento, um desafio permanente é reduzir os custos, um ponto nevrálgico, já que a empresa trabalha com preços abaixo da média do mercado (um plano básico para um cliente com mais de 59 anos sai por cerca de 750 reais por mês, ante mais de 1 000 reais em outras operadoras). Entre as melhorias implantadas recentemente está o tratamento de câncer de mama. O tempo médio das operadoras desde o diagnóstico até o início do tratamento é de 90 dias, mas na Prevent Senior o processo todo é feito em 14 dias. “Criamos uma rotina ágil, que dá segurança ao paciente e, consequentemente, reduz os dias de internação e o volume de procedimentos”, afirma Parrillo. Para renovar continuamente suas práticas, a Prevent Senior mantém equipes que monitoram as tendências globais, incluindo 20 matemáticos e estatísticos para analisar os dados coletados. “Não fazemos nada por instinto”, diz.

Toque para ampliar