Na Duratex, um jogo ajuda a engajar os funcionários

A fabricante de painéis de madeira e cerâmica Duratex criou formas de envolver todos os empregados em sua estratégia de sustentabilidade

A fabricante paulista de painéis de madeira e cerâmica Duratex incorporou questões relacionadas à sustentabilidade há mais de uma década, mas só no ano passado conseguiu fazer com que o tema permeasse de fato todas as áreas da empresa. Para isso, investiu em um programa que começou em 2016 e teve como objetivo engajar os mais de 11.000 funcionários na estratégia de sustentabilidade, com 45 metas a serem atingidas até 2025.

O investimento, de cerca de 300.000 reais, foi voltado principalmente para a educação e a capacitação interna, com uma das etapas em formato de jogo. “Enfrentamos o desafio de encontrar um modelo de comunicação rápido, eficiente e focado com pouco investimento”, diz Luciana Alvarez, gerente de sustentabilidade e comunicação da Duratex. Cerca de 120 funcionários de diferentes áreas participaram da construção do programa, colocado em prática no ano passado. Na primeira etapa, 130 pessoas foram preparadas para conduzir o treinamento dentro da empresa. Na segunda, mais de 70% dos gestores aprenderam sobre o assunto e aplicaram tudo em um jogo de tabuleiro chamado Mapa de Aprendizagem. Estimulando uma disputa entre times, a dinâmica atribuía pontos à equipe que demonstrasse conhecimento sobre as operações e práticas de sustentabilidade, sintonia com a estratégia de metas e entendimento do público de relacionamento. Até agora, 8 100 funcionários participaram do treinamento. Em uma pesquisa feita no fim do ano passado, 75% consideraram que entenderam melhor o que é sustentabilidade e 84% disseram que passaram a aplicar o que aprenderam no dia a dia de trabalho.

Neste ano, o sistema de gestão interno da Duratex passou a contar com ferramentas que monitoram o andamento das metas definidas. “Acompanhamos a sustentabilidade do mesmo jeito que observamos as vendas”, afirma Antônio Joaquim de Oliveira, presidente da Duratex. Entre algumas das metas alcançadas em 2017 que podem ser relacionadas aos programas de educação está a redução de 18% no consumo de água.

Para garantir que o engajamento não diminua ao longo do tempo, a Duratex continua investindo em programas de educação. Ela acaba de lançar a Ciranda D, uma plataforma online dedicada à educação para a sustentabilidade, com vídeos e quizzes. A ideia é envolver todos os funcionários, independentemente do nível hierárquico. “A sustentabilidade não é feita só pelos executivos”, diz Oliveira. “É preciso que todos falem sobre a mesma coisa, na mesma língua, desde o funcionário da base até o mais alto executivo.”