Cartas & E-mails | O importante é se motivar

Confira cartas e e-mails que chegaram à redação de EXAME sobre a edição 1184 da revista, que traz uma reportagem sobre o propósito no trabalho em destaque

A FORÇA DO PROPÓSITO

Gostaria de cumprimentar as repórteres Marina Filippe e Aline Scherer pela excelente reportagem de capa A força do propósito (10 de maio). O tema me encanta, pois tenho abordado com meus alunos de gestão de carreiras a importância de ter consciência de uma boa razão na vida para acordar cedo todos os dias. A reportagem é objetiva, traz esclarecimentos importantes e ajuda de verdade quem precisa de uma bússola e tem vontade de descobrir seu norte e o que faz sentido em suas relações pessoais e profissionais. Parabéns.

Gilberto Cavicchioli, Professor na ESPM, na Fundação Getulio Vargas e consultor de empresas

Sobre a reportagem de capa de EXAME, gostaria de dizer que, sem dúvida, uma das coisas que mais me encantam e me motivam a trabalhar com sustentabilidade é enxergar um significado a mais no que faço diariamente.

Fábio Arcanjo, Via LinkedIn

Cada vez mais pessoas deixam o emprego de dez, 15 e até 20 anos, pois não sentem mais um propósito. Muitas empresas estão perdendo grandes talentos por não enxergar esse problema e não oferecer a seus líderes uma motivação.

Clauber Araújo, Via Instagram

Como mostra a reportagem de EXAME, acredito que as organizações não precisam ter tanto dinheiro assim para buscar fazer a diferença e estimular suas equipes. Esse não é o fator determinante. Precisamos  é descobrir o que toca as pessoas e o que faz com que se sintam únicas e especiais no trabalho.

Daniele Matos, Via  LinkedIn


ECONOMIA

O Brasil chegou a um beco sem saída, para não dizer a um passo do abismo, no que se refere à crise econômica que se arrasta, fruto de destrambelhadas políticas administrativas de nossos governantes (Ainda há ânimo — mas para 2020, 1o de maio). As consequências estão aí: quase 14 milhões de brasileiros estão desempregados e sem nenhuma perspectiva de que o quadro vai mudar.

Maria Elisa Santos, São Paulo, SP

Enquanto não forem gerados novos empregos, enquanto as famílias não tiverem ganho de renda e não houver crédito para o consumo, a recuperação da economia não vai acontecer. Com um governo tumultuado, que não sabe em que direção seguir, não sei nem se nos próximos 12 meses, ou mesmo em 2020, veremos alguma melhoria.

Jorge Viana, Via Facebook


J.R. GUZZO

Parabéns ao articulista J.R. Guzzo pelo artigo sobre o Supremo Tribunal Federal (Uma fonte de instabilidade, 10 de maio). O ministro Gilmar Mendes já vinha desmoralizando o STF. O presidente José Antonio Dias Toffoli e o ministro Alexandre de Moraes colocaram a Constituição no lixo com a decisão de censurar a revista Crusoé. O STF perdeu a credibilidade.

George Washington G. de Resende, São Paulo, SP


ENTREVISTA

Em relação à entrevista com o general Carlos Alberto dos Santos Cruz (O conselheiro, 10 de maio), gostaria de dizer que os políticos não estão acostumados com o modo dos militares de fazer as coisas. Eles querem resolver o objetivo, encontrar soluções. São focados. É dessa maneira que os soldados realizam suas missões. Já os militares não entendem o jeito dos políticos e seu jogo de interesses.

Vagner Li, Via Facebook


MARKETING

Como mostra a reportagem sobre a estratégia da empresa de cosméticos Hinode (A batalha da venda direta, 10 de maio), a disputa para atrair consultores está aberta, qualquer que seja o sistema adotado.

Marcio Silva, Via LinkedIn


Comentários sobre o conteúdo editorial de EXAME, sugestões e críticas a reportagens

redacao.exame@abril.com.br

Fax (11) 3037-2027, Caixa Postal 11079,  CEP 05422-970, São Paulo, SP