O copo meio cheio da automação

Novos empregos deverão compensar uma perda de mão de obra estimada em 170 000 postos, que ficarão obsoletos e deverão ser ocupados por autômatos

São Paulo – As máquinas inteligentes não vão apenas destruir empregos. É verdade que muitas das tarefas feitas por mãos humanas serão executadas por robôs no futuro. Com isso, vão desaparecer postos de trabalho na linha de montagem e na manutenção das máquinas, por exemplo. Mas essa é só metade da história.

Um estudo feito pela consultoria de gestão BCG estima que 400 000 postos de trabalho serão abertos nas indústrias alemãs, reconhecidas pelo alto desenvolvimento tecnológico, até 2025. Serão funções como coordenadores de robôs ou cientistas de dados. Os novos empregos deverão compensar uma perda de mão de obra estimada em 170 000 postos, que ficarão obsoletos e deverão ser ocupados por autômatos. Eis aí um bom exemplo de copo meio cheio.

 (Divulgação/EXAME)