Cartas & E-mails – O cérebro e o trabalho

Leia os comentários dos leitores de EXAME sobre a edição 1155 da revista, que traz o cérebro humano como tema principal

Gostei muito da reportagem de capa de EXAME, que trata de como os estudos sobre o cérebro estão influenciando uma mudança na gestão de grandes empresas (O segredo da mente produtiva, 21 de fevereiro). Acredito que precisamos explorar cada vez mais a fundo nossas capacidades cerebrais para atingir melhores níveis de eficiência profissional. Isso é ainda mais importante levando em conta o volume de informação com que lidamos diariamente. Precisamos cada vez mais atingir o estado de “flow” — ou seja, uma concentração plena e saudável. Parabéns a todos.

Lucimar Menezes

São Paulo, SP


Conhecemos pouco sobre essa máquina incrível que é o cérebro, mas mesmo esse conhecimento restrito já representa uma grande transformação, principalmente para os que buscam aplicar as novas descobertas para seu aperfeiçoamento.

Elton Costa

Uberlândia, MG


Sou assinante de EXAME há anos e me surpreendeu positivamente que a revista tenha abordado o tema da neurociência aplicada ao ambiente de trabalho. Parabéns à repórter Aline Scherer.

Bráulio Bonoto

Belo Horizonte, MG


INFRAESTRUTURA

Meus cumprimentos pela edição de 21 de fevereiro, e em especial à Carta de EXAME  (Nossas escolhas) e à reportagem Enrosco olímpico, sobre o legado das obras da Olimpíada. Muito oportuna a observação sobre a falta de planejamento e o desperdício de dinheiro público. Como bem ressaltou o economista Andrew Zimbalist: “A Olimpíada era para ser um evento esportivo e não um evento de construção”.

Lucas Thimmig Diel

Caxias do Sul, RS


J.R. GUZZO

A prova de que José Roberto Guzzo está corretíssimo, quando afirma em seu artigo que a sociedade brasileira é injusta e desigual ao aplicar a lei, é que os ministros do STF já se movimentam para alterar o entendimento sobre a prisão do réu condenado em segunda instância (A lenda do martírio, 21 de fevereiro).

Alberto de Sousa Bezerril

Natal, RN


PRIMEIRO LUGAR

Em relação à nota publicada na seção Primeiro Lugar (Ímã de médicos, 21 de fevereiro), sobre a expansão da rede Alta, o Grupo Dasa acrescenta que possui corpo clínico formado por médicos de renome nacional e internacional, referências em suas áreas de atuação. Grande parte do corpo clínico está presente desde o lançamento da marca Alta Excelência Diagnóstica, em 2012. A marca vem ampliando seu reconhecimento no setor de saúde, como reflexo de sua atuação com qualidade técnica, excelência em serviços, conforto e inovação. Atualmente, o Alta Excelência Diagnóstica tem cinco unidades em São Paulo e outras três no Rio de Janeiro. O investimento em tecnologia e inovação são premissas do Grupo Dasa e, nesse sentido, a companhia criou a GeneOne, que atua junto aos diferentes laboratórios do grupo para proporcionar o que há de mais atual em Medicina Genômica.

Emerson Gasparetto

Vice-presidente da área médica do Grupo Dasa


Toque para ampliar

Comentários sobre o conteúdo editorial de EXAME, sugestões e críticas a reportagens: redacao.exame@abril.com.br

Fax (11) 3037-2027, Caixa Postal 11079,  CEP 05422-970, São Paulo, SP