Com a incerteza política, bancos ficam mais pessimistas

Segundo o JP Morgan, as ações brasileiras estão caras em relação à sua média

São Paulo – Com o aumento da incerteza política, cinco bancos já reduziram suas projeções para o Ibovespa neste ano: Banco do Brasil, Itaú, JP Morgan, Santander e UBS. Na média, eles esperam que o índice chegue a dezembro em torno de 67.000 pontos, 10% menos do que previam no início do ano.

Se o número se confirmar, o rendimento obtido pelos investidores que colocarem dinheiro em ações do Ibovespa hoje será de cerca de 10%, baixo demais para compensar o risco, na avaliação de alguns bancos — que, por essa razão, pararam de recomendar a aplicação na bolsa.

Segundo o JP Morgan, as ações brasileiras estão caras em relação à sua média: o índice que mede a relação entre o preço dos papéis e o lucro das empresas está em 10,9 vezes hoje, enquanto a média é de 10,7 vezes nos últimos dez anos.

A principal consequência da crise política, na avaliação dos analistas, é que a chance de aprovação de reformas diminui — e, sem isso, os investidores estrangeiros devem relutar em colocar mais dinheiro na bolsa brasileira.