Cartas & E-mails | A esperança na igualdade

Confira cartas e e-mails que chegaram à redação de EXAME sobre a edição 1182 da revista, que traz a diversidade no trabalho como tema em destaque

Diversidade

Fiquei admirada com a  reportagem de capa O poder da diversidade (3 de abril). Ela traz exemplos notáveis de empresas que lutam para combater os estereótipos e abrem espaço para maior presença das mulheres em diversas carreiras. Como mulher, tenho mais esperança de que o mundo se torne mais equânime ao ver que grandes empresas contribuem para o combate à desigualdade de gênero. Com o tempo, venceremos os estereótipos e também a desigualdade entre mulheres e homens no mercado de trabalho. Mas é preciso estender os avanços a mais empresas.

Emily Oliveira

Via e-mail


Ótima a abordagem da reportagem de capa de EXAME. A diversidade é necessária nas empresas, e não pode ficar só na teoria. Que isso seja um sinal de mudança para as grandes e pequenas empresas.

Cristiane Rosa

Via LinkedIn


Quando os valores não estão só na parede, o reconhecimento aparece. Tenho muito orgulho do Grupo Boticário, um dos premiados no Guia EXAME de Diversidade, e da forma como as coisas são feitas.

Ruth Manoel

Via Facebook


Gostaria de ver um Guia EXAME de Diversidade que considerasse também os idosos, que precisam permanecer cada vez mais tempo no mercado de trabalho, mas encontram cada vez menos espaço.

Alex Coura

Via e-mail


Energia

A usina nuclear de Angra 3 já deveria estar fechada (Uma usina de problemas, 3 de abril). Ela é muito cara e pouco produtiva. Serviu apenas para abastecer empresas corruptas. O que já foi investido daria para construir outras usinas hidrelétricas.

Aderbal Rolim

Via Facebook


Não sou contra a continuação das obras  da usina, visto que já se gastou muito dinheiro com ela. Contudo, sou extremamente contra a construção de novas usinas nucleares. Nosso país tem alternativas melhores para a geração de energia.

Joshua Lima

Via Facebook


Meritocracia

Uma forma de mudar a realidade da desigualdade social é dar oportunidades a todos por meio de uma educação pública  de qualidade e fácil acesso a bolsas de estudo (O escândalo além do escândalo, 3 de abril). Um país em que a população tem acesso a educação de qualidade é um país de qualidade. É papel do Estado melhorar e qualificar as escolas públicas. 

Julia Morais

Via e-mail


Estádios

Se o governo queria ter uma arena no Norte para a Copa do Mundo de 2014, por que não fez a reforma do Mangueirão, em Belém? (É melhor demolir?, 3 de abril.) Lá, há dois times de grandes torcidas: Paysandu e Remo. Era melhor isso do que fazer uma arena em Manaus, onde não há tradição no futebol. E ainda fizeram o estádio Mané Garrincha, em Brasília, em vez de reformar um estádio em Goiás, onde há três times no Campeonato Brasileiro.

Branco da Costa

Via Facebook


J.R. Guzzo

O colunista J.R. Guzzo é uma pessoa que pensa no Brasil, pois fala tudo que o povo gostaria de dizer (Positivamente arriscado, 3 de abril). De Sarney a Temer, só aumentou a roubalheira no governo. Vamos apoiar a Lava-Jato.

George Resende

Via e-mail


Mineração

As tragédias de Mariana e de Brumadinho são acontecimentos inaceitáveis para empresas de renome internacional, como a Vale (Os sete pecados da Vale, 20 de março). Ficou demonstrada a falta de planejamento na exploração de minérios.

Uriel Villas Boas

Santos, SP


Comentários sobre o conteúdo editorial de EXAME, sugestões e críticas a reportagens:
redacao.exame@abril.com.br

Fax (11) 3037-2027, Caixa Postal 11079,  CEP 05422-970, São Paulo, SP