Entenda por que a diversidade gera lucro e inovação

No terceiro episódio do Rádio Peão, o podcast da VOCÊ S/A, mostramos como lutar pela inclusão e por que isso é importante para os resultados das empresas

A diversidade está se tornando o assunto da vez nas empresas. E uma pesquisa feita pelo LinkedIn no ano passado retrata bem a preocupação. Segundo o levantamento, 78% das companhias priorizam a inclusão no momento em que fazem novas contratações.

Mas entre o recrutamento e o dia a dia de trabalho, há um longo caminho a ser percorrido. A mesma pesquisa do LinkedIn revela que 27% das empresas não conseguem manter os funcionários de grupos minoritários em seus quadros.

Esses dados mostram que, para dar certo, a estratégia de inclusão precisa ser mais profunda e não pode parar no recrutamento. Ela precisa permear toda a cultura organizacional. Um desafio e tanto para as empresas e para as lideranças.

Por isso, a diversidade é o tema do terceiro episódio do Rádio Peão, o podcast semanal da VOCÊ S/A. Quem conduz o bate-papo são as editoras Elisa Tozzi e Mariana Poli, que conversam com Ricardo Sales, sócio-fundador da consultoria Mais Diversidade, e com Niarchos Pombo, líder de Diversidade e Inclusão da SAP Brasil.

No primeiro bloco, os especialistas discutem quais são as vantagens de ter equipes diversas e quais são os principais desafios que as empresas – e os profissionais – enfrentam na busca pela inclusão. “Tem que ter muita resiliência. No começo tem mais questionamentos e até revoltas de grupos. Quando começamos as iniciativas mais voltadas para LGBT, muitas pessoas falavam da ‘ditadura gay dentro da empresa’. Muitos grupos não aceitavam as coisas que estávamos fazendo, perguntavam por que diversidade é importante, qual é a relevância. Fomos fazendo treinamentos, palestras e sensibilizações com os funcionários e, pouco a pouco, eles vão entendendo”, diz Niarchos.

Na agenda dos líderes 

No segundo bloco, Ricardo e Niarchos mostram quais estratégias as empresas devem usar para diversificar seus times, como combater os preconceitos no ambiente de trabalho e explicam por que políticas públicas são fundamentais.

“Funcionários que trabalhem em empresas com práticas estruturadas se sentem seguros, mas ele está nessa empresa das 9h às 18h. Ele vai para a rua, tem uma vida fora dali e é importante que a gente avance nesse tema em relação às políticas públicas. Avanços recentes são notáveis, é importante que o Supremo Tribunal Federal tenha reconhecido que a LBGTfobia é passível de criminalização, isso traz desafios para as empresas que vão ter que investir em treinamentos”, diz Ricardo

O especialista também comentou a declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre o fato de que a lei de criminalização da homofobia prejudicará os próprios homossexuais pois, segundo o presidente, “se o dono de uma empresa for contratá-lo, vai pensar duas vezes em fazer isso já que se fizer uma piada isso pode ser levado para a Justiça.”

Para Ricardo, a frase acirra os ânimos e prejudica o debate. “A declaração mostra uma profunda desconexão com tudo o que discutimos aqui. Essa é a grande pauta das empresas no momento. A discussão sobre diversidade continua, de forma muito presente, nos discursos e no dia a dia dos executivos mais altos do país. A frase do presidente revela uma desconexão entre o que as empresas estão fazendo e também acirra os ânimos no país.”

Ouça o episódio:

 

Você também pode ouvir o podcast Rádio Peão em outros navegadores: Deezer, Spotify, Pocket Casts, Podcast Addict e YouTube!

Ouça os episódios anteriores do Rádio Peão:

#2: Você está preparado para o futuro do trabalho?
#1: Quando vamos voltar a ter emprego no Brasil?
Apresentação: Conheça o Rádio Peão