Startup que dá match entre candidatos e empresas recebe R$ 70 milhões

A Revelo é uma startup de recursos humanos que usa a tecnologia para tornar contratações mais ágeis, menos custosas e melhores

As startups de recursos humanos já são disseminadas no Brasil — são mais de 120 HR Techs por aqui. Agora, elas estão começando a atrair investimentos de peso. Uma das startups do setor, a plataforma de recrutamento e seleção Revelo, acaba de realizar uma rodada de 70 milhões de reais. O investimento série B foi liderado pelo IFC, braço de investimentos do Banco Mundial.

De acordo com a própria Revelo, essa é a maior captação já vista para uma HR Tech brasileira. “O investimento valida nossa tese. Encontramos um caminho para criar uma grande empresa e os fundos concordaram”, afirma o cofundador Lucas Mendes. Os recursos servirão para continuar a proporção de crescimento da startup, que triplicou de tamanho nos anos anteriores.

Como funciona?

A Revelo foi fundada pelos empreendedores Lachlan de Crespigny (ex-funcionário da startup Gympass e do Boston Consulting Group) e Lucas Mendes (ex-funcionário no banco Goldman Sachs e na consultoria Bain & Company, além de sócio do site Beleza na Web) em 2014.

“Nós dois identificamos que faltavam tecnologias de recrutamento e seleção naquela época, com processos de contratação eram demorados e offline. Eram os primórdios das HR Techs”, afirma Mendes. Para criar a Revelo, os empreendedores colocam como inspiração as startups chinesas de recursos humanos. Exemplos são as plataformas de recrutamento 51job (companhia aberta, avaliação de 4,2 bilhões de dólares), Liepin (170 milhões de dólares em investimentos) e Zhaopin (adquirida pelo grupo australiano de educação e recursos humanos Seek).

O diferencial da plataforma da Revelo é inverter o processo de contratação. No lugar de as empresas postarem vagas e profissionais se candidatarem, elas os convidam aos processos seletivos. 

O candidato se inscreve na plataforma da Revelo e passa por um processo seletivo contínuo de verificação de sua formação, experiência e habilidades. A startup usa inteligência artificial e aprendizado de máquina (machine learning) para coletar diversas informações sobre o usuário e fazer o match com as necessidades de diversas empresas. Essas combinações geram convites a processos seletivos.

A Revelo oferece vagas nas áreas de comercial, contabilidade, conteúdo, design, finanças, inteligência de negócios, marketing e tecnologia. A HR Tech atende 3 mil empresas — como Accenture, Ambev, B2W e XP Investimentos  — e um milhão de candidatos. A Revelo cobra um valor não revelado das empresas, variável sobre a dificuldade de preenchimento da vaga, como forma de monetização. As empresas que usam a plataforma alcançam uma velocidade cinco vezes maior no preenchimento de vagas — o tempo médio cai de 68 para 14 dias — a um custo 80% mais baixo do que consultorias de recrutamento, de acordo com a HR Tech.

Planos de expansão

A HR Tech já havia recebido um investimento semente de 6 milhões de reais e um aporte série A de 15 milhões de reais. Desta vez, o investimento foi liderado pelo IFC (investidor nas startups Creditas, GuiaBolso, Loggi e Mandaê) e completado pelos fundos FJLabs (Méliuz, Rappi, Uber, Wish), Dalus (Technisys), Valor Capital Group (Gympass, Pipefy) e Seek.

Segundo Crespigny, os fundos devem ajudar em uma futura internacionalização da Revelo. “O Dalus está no México e traduz nossa ambição de internacionalização pela América Latina. Mas todos os nossos investidor e nós temos uma visão global. Olhamos também para a China, nossa inspiração, e para mercados como Índia e o continente africano”. A Revelo também pretende consolidar sua atuação nas capitais brasileiras.

Fora expansões geográficas, outro objetivo com os novos 70 milhões de reais é melhorar o produto e expandir a equipe de tecnologia. A Revelo oferecerá serviços para antes e depois das contratações, como fortalecimento de marca empregadora e mapear como o funcionário está se conectando à empresa após a contratação.

“As companhias têm de usar sistemas diferentes hoje. Queremos consolidar todas esses recursos em uma única plataforma”, diz Mendes. A equipe de tecnologia deve passar de 20 para 70 funcionários.

Com novos locais e novas soluções, a Revelo espera manter o crescimento visto nos últimos anos, de triplicar as vendas a cada 12 meses. Quanto mais a Revelo cresce, mais árdua é a meta. Do seu lado, porém, está a oportunidade de 12,6 milhões de brasileiros procurando emprego e milhares de empresas buscando talentos.