Startup investe em site voltado para concursos públicos

Rota dos Concursos conta com ajuda do Sebrae para expansão dos negócios

Brasília – No Distrito Federal, é grande o número de pessoas interessadas em <a href="https://exame.abril.com.br/topicos/concursos" target="_blank"><strong>concursos </strong></a>públicos. Nesse cenário, onde os cursos preparatórios para ingressar na administração pública se multiplicam, o empresário Hélio Guilherme Silva percebeu uma oportunidade de negócio. Assim, surgiu o Rota dos Concursos, site especializado em simulados e questões para provas.</p>

O negócio começou quando um dos fundadores estudava para concursos e não conseguia encontrar material na internet a fim de se preparar para os exames. Hélio viu na dificuldade uma forma de ganhar dinheiro. Junto com os amigos Wagner Donizeth, Henrique Augusto Guimarães e Yury Suertegaray, ele resolveu colocar em prática o projeto, conciliando com o emprego que tinha na época.

Ao buscar informações sobre o negócio que desejava abrir, Hélio resolveu cursar MBA Internacional em Empreendedorismo e Inovação, pelo B.I. International, com aulas presenciais em São Paulo. “Durante esse período, também tive a oportunidade de frequentar uma das principais faculdades desse segmento do mundo, o Babson College, nos Estados Unidos. Queria entender um pouco mais sobre outras áreas além de tecnologia da informação, que era a minha especialidade”, explica.

Enquanto cursava o MBA, conheceu investidores brasileiros que se interessaram pela ideia da startup – empresa com custos de manutenção muito baixos, mas que conseguem crescer rapidamente. Ao perceber que o projeto era viável e despertava o interesse do mercado, Hélio decidiu viajar para os Estados Unidos e participar do TechCrunch, considerado o maior evento de inovação do mundo. “Queria ter a oportunidade de conhecer empreendedores e investidores americanos. Parcelei a passagem aérea e embarquei sem o ingresso necessário para participar da feira”, relembra.


Ao chegar em território americano, soube de um pré-evento que selecionava startups. “Tive 24 horas para criar uma empresa de internet. Deu certo e consegui o ingresso para participar do TechCrunch, que era meu objetivo na viagem”. Em 2011, a empresa foi selecionada pela aceleradora americana chamada 500 Startups, localizada no Vale do Silício, celeiro de talentos nesse setor. “Moramos lá até fevereiro de 2012 e depois voltamos para o Brasil. Retornamos para tocar nosso projeto e fomentar o empreendedorismo em nossa cidade, de forma que outros jovens pudessem seguir seus sonhos e objetivos”.

“O Sebrae no Distrito Federal teve um papel muito importante no meu processo de formação como empreendedor”, reconhece Hélio. O empresário conta que, antes mesmo de abrir o negócio, participou do Empretec, seminário desenvolvido pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de desenvolver características empreendedoras nos participantes e aplicado no Brasil pelo Sebrae. “Tenho um carinho muito especial por esse curso porque possibilitou que eu me visse como empresário”, conta.

Missão técnica

No segundo semestre de 2012, Hélio retornou ao Vale do Silício com 14 empreendedores do Distrito Federal, em uma missão técnica que teve apoio do Sebrae no Distrito Federal. “Espero que essa parceria se mantenha para que possamos indicar empresas aos investidores e utilizar esse trabalho como exemplo. Assim, novos empreendimentos poderão buscar o Sebrae para apoio”.

Em plena expansão, a empresa almeja ser referência em educação no mundo. “Queremos revolucionar esse mercado no Brasil. O segmento de concursos públicos é amplo e conseguimos perceber diversas oportunidades para crescimento de nossa empresa nesse ramo”, explica. O jovem empresário revela que, daqui a cinco anos, pretende gerenciar cerca de cem funcionários no Rota dos Concursos. “Quero contratar pessoas apaixonadas pela área de educação e aprimorar o ensino na internet como facilitador de acesso às oportunidades que surgem na administração pública”, finaliza.