Sodiê Doces cria aplicativo de delivery para entregar bolos e salgadinhos

Negócio, que começou em 1997, lançou nesta semana um app para atender a demanda de consumidores pelo pedido online de doces e quitutes

São Paulo – Os negócios tradicionais de alimentação, a passos de formiga, começam a inovar para se manterem como preferidos dos consumidores. Depois da loja virtual da marca Dadinho, foi a vez da Sodiê Doces. Criada em 1997, a marca inaugurou nesta semana um aplicativo para pedir doces e quitutes online.

A Sodiê Doces começou com um imóvel de 20 m² em Salto, no interior de São Paulo. A dona da confeitaria, Cleusa Maria, já foi boia-fria e empregada doméstica.

“Um dia, uma antiga patroa precisou de ajuda para fazer um bolo. Mas eu nunca tinha feito um bolo na vida. Ela me ensinou os detalhes e comecei a fazer bolos e doces e vender no bairro. Naquela época, há 19 anos, eu comprei mesas, uma vitrine e comecei a vender bolo em Salto, interior de São Paulo. Foi a minha primeira loja”, relatou em entrevista ao Sebrae.

Veja também

Hoje, a Sodiê Doces é uma rede de franquias com 300 unidades em doze estados, que vendem tanto doces quanto salgadinhos. De lá para cá, o país se tornou mais digital – incluindo aí os consumidores das iguarias da marca. Os pedidos dos clientes mais jovens por uma forma de realizar pedidos online foi o grande impulso para o novo aplicativo.

Veja também

Os produtos disponíveis são os mesmos das lojas físicas e estão divididos por categorias: bolos clássicos/tradicionais, bolos especiais, doces, kit festa, salgados, velas, zero açúcar e bebidas. Há mais de 90 sabores apenas quando se fala em bolos.

Loja da Sodiê Doces Loja da Sodiê Doces

Loja da Sodiê Doces (Sodiê Doces/Divulgação)

O pagamento pode ser feito de forma online, por cartão de crédito, e por cartão de débito e dinheiro no ato da entrega. Os consumidores podem tanto receber os doces ou salgados em casa quanto retirar em lojas físicas da Sodiê Doces.

Por meio de geolocalização, os usuários podem ver as três unidades da rede mais próximas de onde estejam e calcular o tempo de trajeto, por meio da integração com aplicativos de trânsito.

O cliente que fizer o seu pedido até as 12h pode receber ou retirar após duas horas o produto. Já os pedidos depois das 12h serão agendados para o dia seguinte, com horário definido pelo cliente.

O negócio preferiu desenvolver um aplicativo próprio a usar outros apps, como o Rappi, por ter padrões específicos para a venda e entrega dos produtos por unidades franqueadas. O tempo de repasse do pedido e de entrega dos doces e salgadinhos poderia variar muito com a terceirização, por exemplo.

Aplicativo da Sodiê Doces Aplicativo da Sodiê Doces

Aplicativo da Sodiê Doces (Sodiê Doces/Divulgação)

“Com essa novidade, a expectativa é a de aumentar ainda mais as vendas para os nossos franqueados, sem contar a rapidez nos pedidos e nas entregas”, explica Cleusa Maria da Silva, fundadora da rede Sodiê, em comunicado sobre o lançamento do aplicativo.

Além da maior receita, outro objetivo é aumentar a relação entre o cliente e as unidades franqueadas e colher ideias para melhorar o atendimento. No próprio app, há um formulário de avaliação e de sugestões. Além disso, a fidelização pode valer a pena: quem baixar a ferramenta receberá notificações com lançamentos e promoções relâmpagos na tela do celular.

É um pequeno passo para as inovações mirabolantes vistas nas startups – mas é um grande passo para os negócios tradicionais de alimentação.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Bora fazer economia girar! – Descubra fabricantes, designers independentes e empreendedores criativos de todos os lugares, tudo em um só lugar. https://artesanei.com.br