QuintoAndar intermediará compra e venda de imóveis

A nova área de atuação da startup começará operar no início de dezembro em algumas regiões de São Paulo

São Paulo — A corretora imobiliária online QuintoAndar anunciou nesta quinta-feira que passará a intermediar a compra e venda de imóveis residenciais, ampliando a área de atuação após ter recebido uma nova rodada de investimentos.

O anúncio acontece quase três meses o QuintoAndar ter recebido um investimento de 250 milhões de dólares, numa rodada liderada pelo japonês Softbank. A startup também lançou, há poucos meses, um serviço de reforma, para ampliar sua atuação no setor imobiliário.

A partir de dezembro, a startup começará a operar em algumas regiões da capital paulista. Segundo a companhia, seu modelo digital ajudará a agilizar as operações de compra e venda de imóveis, que costumam ser longas e burocráticas.

“Enxergamos a possibilidade de replicar os aprendizados do mercado de aluguel no segmento de compra e venda de imóveis”, diz Gabriel Braga, co-fundador e presidente em entrevista a EXAME.

Um dos entraves do mercado é a falta de informações de qualidade sobre o imóvel: há anúncios duplicados e fotos sem qualidade. Por isso, fotógrafos da startup visitam cada apartamento que irão cadastrar na plataforma.

O processo de visitação também deve ficar mais simples, já que todos os corretores cadastrados da QuintoAndar são capacitados para apresentar todos os imóveis disponíveis na plataforma, ao contrário do que acontece em corretoras tradicionais.

O novo serviço também será aberto em breve a corretoras e imobiliárias tradicionais, que já são parceiras do serviço de aluguel.

A taxa aplicada sobre as transações será similar à taxa com a qual o QuintoAndar já trabalha para operações de locação de imóveis, de 6%.

Os modelos de aluguel e de venda de imóveis são bastante diferentes. No caso do aluguel, a taxa recebida pela empresa é pequena; já a corretagem na venda de um imóvel é muito maior. No entanto, o aluguel garante uma receita fixa mensal.

Por conta dessa diferença, Braga conta que o mercado de aluguel é tradicionalmente negligenciado pelas imobiliárias. Com o uso de tecnologia, a QuintoAndar ganhou escala e produtividade, o que aumentou os seus ganhos. Agora, quer fazer o mesmo em um novo mercado.