Quer abrir um negócio com pouco dinheiro? Quem já fez conta como

Confira 12 conselhos para ter sua própria empresa de forma econômica, elaborados por quem lançou um empreendimento nas mesmas condições.

São Paulo – Começar uma empresa própria nunca é uma tarefa fácil – mas se torna ainda mais complexa tendo pouco dinheiro para investir na empreitada (e para esperar o retorno do valor aportado chegar).

Mesmo assim, alguns empreendedores conseguiram superar a dificuldade financeira e construíram negócios de sucesso.

Como? O site EXAME conversou com diversos donos de negócios e elencou alguns conselhos deles para quem está na mesma situação que eles estiveram ao iniciar sua trajetória.

Confira, a seguir, 12 dicas para abrir seu próprio negócio com pouco dinheiro:

1 — Entenda sobre seu negócio para evitar erros de principiante

 (SIphotography/Thinkstock)

Cristiane Cintra criou a SPHair Cosmetics, empresa de produtos para salões de beleza, com 12 mil reais. Para ela, o diferencial do negócio é a venda qualificada dos produtos, com muito estudo envolvido. Neste ano, o negócio faturou 18 milhões.

“Quando você não tem um capital disponível, você precisa ter um planejamento muito estruturado. Para isso, entenda tudo do negócio que está abrindo”, recomenda a empreendedora. “O conhecimento é essencial, pois você não tem dinheiro para errar.”

2 — Não espere tudo estar perfeito para começar

 (Liderina/Thinkstock)

Um grande erro dos empreendedores iniciantes é querer que todas as operações do negócio estejam 100% antes de abrir as portas – o que pode envolver muito investimento. É preciso adotar a metodologia lean e desenvolver sua empresa ao longo da jornada, com os recursos que ela mesma gera (um conceito conhecido como bootstrap).

“Quando começamos, não tínhamos nada – nem dinheiro e nem local. Pegamos 500 reais, bordamos camisas, compramos panfletos e fomos divulgando o negócio”, afirma Marcelo Brenner, sócio-fundador da Buddys Escola de Tecnologia. Depois, o negócio conquistou um investimento de 10 mil reais. Em 2017, o negócio faturou 2 milhões de reais.

3 — Invista em conhecer seu cliente e sua concorrência

 (Digital Vision./Thinkstock)

Mesmo quem não tem muito dinheiro para empreendedor deve lembrar-se de uma regra fundamental: capacitação para conhecer seu futuro mercado não é despesa, e sim investimento. Saber sobre o negócio, o público, os canais de venda, as características de divulgação e as estratégias dos concorrentes é fundamental para obter o sucesso.

É o que diz Grasiela Camargo, fundadora do Clubinho de Ofertas, bilheteria digital focada em atrações para o público infantil. “Com essa pesquisa de benchmark, conseguimos levantar informações necessárias para traçar estratégias mais assertivas, que não demandem muito tempo ou capital.”

O negócio começou com um investimento de 20 mil reais, em 2011, e neste ano teve 2,7 milhões de reais em vendas.

4 — Invista em um nicho

 (Foto/Thinkstock)

Quem tem pouco dinheiro para começar um empreendimento deve prestar atenção em mercados menores, com pouca concorrência: os famosos “nichos”. No lugar de querer abrir um e-commerce para concorrer com a Amazon e o Submarino, por exemplo, que tal abrir um e-commerce focado em um só tipo de produto?

“Quando você diminui a sua área de atuação ou perfil do público, você aumenta o poder do seu investimento e também as suas chances de conquistar o mercado investindo menos e de forma mais assertiva”, afirma Alfredo Soares, CEO e fundador da Xtech Commerce.

A plataforma de comércio eletrônico para PMEs começou com um investimento inicial de 20 mil reais. Em 2017, o negócio faturou 5,2 milhões de reais e foi comprado pela VTEX, referência no setor.

5 — Escolha um modelo de negócio enxuto

 (tatyana_tomsickova/Thinkstock)

Uma boa dica para quem quer abrir um negócio com pouco investimento inicial é procurar um modelo de negócio que se adapte à sua realidade. “Procure por um negócio que consiga faturar – fazer vendas – o quanto antes e que você não precisa desembolsar muito pelo capital de giro, o que enforca muitos microempresários”, afirma Raphael Mattos.

Um modelo desses é o próprio caso do negócio do empreendedor: a PremiaPão Franchising, rede de publicidade em sacos de pão, foi fundada com 8 mil reais. Em 2017, o negócio faturou 5,5 milhões de reais.

6 — Comece em casa e poupe gastos com ponto comercial

 (YakobchukOlena/Thinkstock)

Para quem vai iniciar um negócio em que é preciso um local para atender clientes e estocar produtos, o empreendedor João Riquena Neto recomenda começar em casa, para evitar novos gastos.

“Abri minha primeira oficina de conserto de ar condicionado no fundo da casa dos meus pais, aos 16 anos. Conforme a demanda foi crescendo, fui ficando conhecido na cidade e precisei me mudar, mas isso levou cerca de dois anos para ocorrer”, conta.

Seu negócio, a loja CentralAr.com, foi criado com apenas 500 reais, destinados a compra de ferramentas para consertar os equipamentos de ar condicionado. Em 2017, o negócio faturou 340 milhões de reais e vendeu 200 mil condicionadores.

7 — Procure uma boa margem de produto

Ideia e dinheiro: não é nada fácil tornar o sonho realidade – especialmente com pouca experiência e recursos escassos para investir na empreitada (crazydiva/Thinkstock)

Se seu futuro negócio trabalha com produtos, e não com serviços, preste muita atenção na sua margem de lucro: o dinheiro que irá sobrar após descontar custos de produção.

Ricardo Rosenberg, fundador da empresa Machine Solutions, que fabrica vending machines, dá como conselho procurar itens que tenham alta margem de lucro. Isso porque o peso dos impostos pode comer o rendimento de itens com margens mais finas.

“O negócio ia ampliando conforme o faturamento: as máquinas iam faturando e a gente ia comprando mais máquinas. É preciso pensar em um negócio que seja escalável e que tenha uma margem boa de lucro, e não simplesmente comprar e vender por quase o mesmo preço, já que com a carga tributária que temos isso não é viável.”

A Machine Solutions foi criada em 2008, com um investimento de 10 mil reais, destinado a dez vending machines importadas. Neste ano, o negócio faturou 4 milhões de reais.

8 — Obtenha investimento com outras pessoas

 (Mukhina1/Thinkstock)

Ter essa rede de contatos nos leva a outra dica sobre abrir um negócio com pouco dinheiro: a captação de recursos externos.

“Quando conseguir validar a ideia e conquistar os primeiros clientes pagantes, é o momento de buscar investimento anjo”, afirma Daniel Tutida, cofundador da plataforma EuNerd, que conecta profissionais de tecnologia a empresas.

“Recomendo primeiro buscar com algum familiar, amigo ou pessoa que acredita em você e no potencial do negócio. Somente depois vá buscar fora do seu círculo social. Além de dinheiro, ter esta validação das pessoas que estão mais próximas aumentam suas chances de sucesso e motivam a dar passos mais rápidos em direção ao sucesso.”

O negócio começou em 2015, com investimento inicial de 25 mil reais. Em 2017, o negócio faturou 1 milhão de reais.

9 — Priorize custos fixos na hora de pagar as contas

 (Foto/Thinkstock)

Chega o final do mês e muitos empreendedores sem grandes fortunas encontram o desafio de decidir quais contas serão pagas primeiro. Uma dica de empreendedor experiente é priorizar custos fundamentais para a operação do negócio, deixando as outras contas para outros momentos de geração de caixa.

“Cada centavo significa um montante razoável no total disponível, e existem contas que podem ser parceladas ou postergadas. Custos como impostos, salários e aluguéis não podem ser adiados porque podem colocar em perigo o próprio negócio. Priorize o fundamental para continuar operando”, diz Felipe Rossetti, sócio-fundador da rede de camisetas Piticas.

O negócio começou em 2008, com um investimento inicial de 5,6 mil reais. Em 2017, o negócio faturou 120 milhões de reais.

10 — Não pense em lucrar (no começo)

 (Foto/Thinkstock)

É fato que todo empreendimento possui um prazo de retorno do valor aportado. Por isso, não pense que conseguirá tirar rendimentos suficientes para sobreviver logo no começo: há negócios que levam anos para atingir o ponto de equilíbrio, que é quando receitas e despesas se equilibram.

“Reinvista o máximo possível. Um dos pontos mais importantes para o sucesso do meu negócio é tentar ser o mais eficiente com os gastos, para sobrar recursos que serão reinvestidos no crescimento da empresa. Assim, ela continua saudável e gerando novos lucros”, afirma o empreendedor Gustavo Brunello.

Seu negócio de alimentação saudável, chamado Lucco Fit, começou com um investimento de mil reais, para matéria-prima e embalagens. O empreendimento começou em casa e, em 2017, faturou 3 milhões de reais.

11 — Foque na satisfação do cliente

 (Foto/Thinkstock)

Se você possui pouco dinheiro para investir no seu novo negócio, tenha em mente apenas uma meta: agradar o cliente. Isso porque é ele que garantirá a entrada de dinheiro no seu empreendimento e permitirá sua sobrevivência, afirma Odair Aguiar, presidente da consultoria empresarial em vendas Doxa Advisers.

“O capital disponível, falando de uma empresa de serviços, deve ser utilizado o máximo possível na construção de uma plataforma para prestação de serviços que tenha foco na qualidade, nos diferenciais de eficiência e eficácia e, principalmente, na satisfação do cliente. É ele quem recomenda e é ele que nos garante a receita recorrente”, afirma o empreendedor. A Doxa Advisers começou com um investimento de cerca de 20 mil reais e, para este ano, projeta faturar 1,75 milhão de reais.

12 — Fortaleça sua rede de contatos

 (Foto/Thinkstock)

Ter bons relacionamentos é essencial para qualquer empreendedor. Porém, tal qualidade é ainda mais importante no começo da jornada. Isso porque eles provavelmente indicarão seu negócio para novos clientes e parceiros, aumentando suas chances de sucesso.

“Um dos pontos mais importantes na hora de empreender não é apenas a qualidade da sua ideia ou seu poder de execução, e sim quem você conhece. Sua rede de contatos vai ditar como será seu desempenho comercial nos primeiros meses de vida”, afirma o empreendedor Vinícius dos Santos, cofundador da consultoria de inovação e produto Funeel.

O negócio foi criado com investimento inicial de 10 mil reais. Em 2017, a empresa faturou 475 mil reais.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. As a representative in the Nordstorm family, the majority partner from the
    group, Lloyd W. Many USC fans were uncomfortable using this type of move
    as a result of his failures inn the NFL. So, a bbit advice, buy Seahawks tickets earlier to prevent the long line and discover the sport from
    begin to finish.