Pode haver uma nova bolha de startups?

Especialista explica que existe uma cautela no mercado de aquisições devido as incertezas da economia mundal

Pode haver uma nova bolha de startups?

Respondido por Cassio Spina, especialista em startups

As chamadas “bolhas” são movimentos especulativos, isto é, quando o preço de um ativo cresce aceleradamente em função apenas da especulação. Assim, sem um fundamento que sustente o aumento contínuo de preços, no momento em que os especuladores começam a vender os ativos adquiridos para lucrarem efetivamente, as bolhas estouram.

É muito difícil prever bolhas em mercados que trabalham com expectativas futuras, como o das startups. Pois as receitas e lucros das mesmas podem apenas serem projetados, sem qualquer histórico que possa fundamentá-los. Outro fator impulsionador das bolhas é a disponibilidade de dinheiro na economia com juros baixos, que pode incitar especuladores a tomarem empréstimos a baixo custo para aplicar no mercado e lucrar.

Hoje, apesar de existir uma grande quantidade de capital disponível, em especial no caixa de grandes empresas, estas estão relativamente conservadoras na utilização do mesmo para aquisições, o que certamente elevaria os preços das ações das empresas adquiridas e consequentemente os das startups. Esta cautela se deve ainda as incertezas da economia mundial, que levam as empresas a serem mais conservadoras nas suas aquisições.

Como contraexemplo tivemos recentemente a aquisição do Instagram pelo Facebook pelo valor estimado de US$ 1 bilhão, mas pela evolução das suas ações logo após o IPO, o mercado está sinalizando que quer mais garantias e resultados consistentes para fazer apostas mais arriscadas.

Não é muito fácil prever bolhas, mais ainda no caso das startups devido às suas características. Para evitar cair nesta armadilha: basta seguir os seus fundamentos e não aceitar precificações irreais.

Cassio A. Spina foi empreendedor por 25 anos, é investidor-anjo e fundador da Anjos do Brasil.

Envie suas dúvidas com a palavra startups no assunto da mensagem para examecanalpme@abril.com.br