Plataforma de bitcoins bloqueia US$ 190 mi de seus clientes

A QuadrigaCX afirma que a repentina morte de seu fundador congelou acessos a diversas carteiras com investimentos de seus clientes

Poucas pessoas podem dizer que levarão possessões valiosas para o túmulo. No caso de Gerald Cotten, que misteriosamente faleceu aos 29 anos de idade, parte de seu legado pode ser definida em cifras bem significativas: 190 milhões de dólares em criptomoedas e moedas fiats (as moedas tradicionais de cada país emissor).

Cotten era o fundador da plataforma para comprar e vender criptomoedas QuadrigaCX, com sede em Vancouver (Canadá). Com seu falecimento, em 9 de dezembro de 2018, o empreendedor levou consigo a senha para acessar diversas carteiras “frias”, afirmou a viúva Jennifer Robertson.

Tais carteiras são salvas longe de uma rede – em um disco rígido, por exemplo. Por isso, são mais protegidas de um possível ataque hacker, mas podem contar com senhas comuns e criptografadas para permitir o acesso ao que for colocado nessas carteiras. No caso de Cotten, seriam 26,5 mil bitcoins, 11 mil bitcoins cash, 11 mil bitcoins cash SV, 35 mil bitcoins gold, 200 mil litecoins e 430 mil ethers.

O valor total somaria, hoje, cerca de 190 milhões de dólares. E os usuários da QuadrigaCX querem seu dinheiro investido de volta. Uma esperança é a de que nem todo o dinheiro esteja hospedado nas carteiras frias de Cotten – boa parte poderia ser a própria fortuna do empreendedor. Robertson teria afirmado que uma “pequena parte” dos 190 milhões de dólares estariam nas carteiras frias, sem especificar quantidades.

A QuadrigaCX emitiu em dezembro um comunicado de falecimento de seu fundador devido à evolução de sua Doença de Crohn durante uma viagem à Índia, anexando um suposto certificado de morte emitido pelo país. O texto não está disponível atualmente.

Jesse Powell, fundador da plataforma para comprar e vender criptomoedas Kraken, afirmou na rede social Twitter que várias das contas cadastradas no site pertencem à QuadrigaCX. “Estamos investigando a bizarra e, francamente, inacreditável história da morte de seu fundador e senhas perdidas”, escreveu Powell.

Uma petição no site Change.org pede para que o dono da Kraken assuma a Quadriga CX, feita principalmente por usuários que acreditam que toda a história seja uma fraude. A empresa de pesquisa Crypto Medication afirma que a plataforma nunca perdeu o acesso a essa quantidade de criptomoedas e que a quantidade informada pela viúva de Cotten não é correta.

Sendo o falecimento verdade ou mentira, a Quadriga CX ainda não obteve sucesso em seus esforços para “administrar sua falta de liquidez”. Seus usuários não conseguem recuperar o valor investido, com reembolsos demorando semanas ou meses para aparecem ou simplesmente não acontecerem.

As razões apontadas pela plataforma começaram com o congelamento de processadores de pagamento por “origens duvidosas do dinheiro” e agora desaguam na morte de seu fundador e detentor de diversas senhas. A plataforma não pode mais ser acessada.

A QuadrigaCX postou um comunicado oficial em seu site, no qual afirma que está tentando localizar e assegurar suas reservas de criptomoedas em carteiras “frias”. O negócio também pediu uma proteção de crédito à Corte Suprema de Nova Scotia [província canadense]. A primeira audiência sobre o tema deverá acontecer hoje.