Piscina de bolinhas e cinema: startup inova para ter equipe feliz

Ambientes descontraídos, benefícios diferenciados, happy hours e flexibilidade de horário têm sido aposta de empresas para motivar os funcionários.

Ambientes descontraídos que influenciam a criatividade, benefícios diferenciados, happy hours fora de hora e flexibilidade de horário tem sido a grande aposta de algumas empresas que desejam inovar e motivar os seus funcionários.

Acesso Digital, empresa de tecnologia focada em soluções digitais que desburocratizam as relações entre pessoas e empresas, por exemplo, criou o Comitê da Diversão, uma equipe da Acesso Digital focada em zelar pela felicidade e bem-estar dos funcionários. A empresa foi fundada em 2007 por Diego Torres Martins, graduado em Marketing pela Universidade Anhembi Morumbi, e que possui especialização em Gestão Orientada a Resultados, e conhecimento em Gestão Estratégica de Inovação, ambos pela Fundação Dom Cabral. Por conta da sua atuação à frente da Acesso Digital, em 2008 ele foi eleito como Empreendedor de Sucesso, na categoria Oportunidade, pela Fundação Getúlio Vargas e a Editora Globo.

“Em uma das empresas em que trabalhei percebi que as pessoas não eram 100% satisfeitas e que o mundo corporativo era mais importante do que suas vidas pessoais. Além disso, sempre tive o grande sonho de criar uma empresa de alto impacto no Brasil, mas para fazer tudo isso precisava me tornar presidente e certamente demoraria anos para conseguir chegar ao topo de uma empresa. Decidi ir atrás do meu sonho e com apoio de um mentor criei a Acesso Digital”.

A Acesso Digital sempre teve um ambiente descontraído, mas eles começaram a intensificar esse trabalho em 2010 e, segundo Diego, sua inspiração veio do Google, mas as ideias das ações podem surgir dos próprios Seres Acesso, como são chamados os funcionários, de bate papo com mentores, Benchmarking, entre outros.

O comitê da Diversão já organizou Happy Hours com bandas, piscina de bolinha no meio do escritório, festa para filhos de funcionários e os colaboradores contam com diversos outros benefícios.

Ser Global – A empresa investe em um curso de inglês para o funcionário e após 18 meses de curso, o funcionário que passar no TOIC tem o direito a fazer um intercâmbio de 1 mês em Boston com tudo pago pela empresa.

Clube do Esmalte – 3 vezes por semana os Seres Acesso (homens e/ou mulheres) tem disponível uma agenda de manicure ou pedicure, tudo custeado pela empresa.

Apoio Legal – A equipe jurídica da Acesso fica disponível para auxiliar os funcionários em questões jurídicas.

Horário Flexível – Flexibilidade para organizar seu dia a dia dentro do escritório, optando em entrar mais tarde ou sair mais cedo. Além disso, em caso de necessidade, os funcionários podem fazer home office.

Café da manhã – Todos os dias os funcionários contam com um café da manhã com pães, frios, bolo, café e leite servido na cozinha da empresa.

A empresa também já realizou maratonas semestrais para dobrar o faturamento da empresa e se o resultado fosse positivo, todos os funcionários, do presidente às copeiras, ganhavam uma semana com tudo pago nos Estados Unidos. As equipe já foram para Las Vegas, Disney e Miami.

Recentemente, a empresa realizou uma reunião em uma Sala de Cinema, regada a pipoca e refrigerante e, ao final, todos os funcionários ainda puderam assistir um filme no formato 4D.

“A experiência foi sensacional! Buscamos sempre criar ações inovadoras para os funcionários para conseguirmos falar de negócios de forma divertida. Muitas pessoas podem acreditar que tirar o colaborador do seu ambiente de trabalho é uma perda de tempo, mas nós acreditamos que pessoas engajadas e motivas podem gerar muito mais resultados”, comenta Diego.

E como manter um ambiente descontraído e ao mesmo tempo produtivo? Diego destaca que eles trabalham de forma clara desde o momento do processo de seleção e integração. “Temos sim um ambiente descontraído, mas a empresa espera uma contrapartida. Sempre contamos com a maturidade dos Seres Acesso em equilibrar a parte divertida com suas entregas e responsabilidades com seu trabalho. Para medir a produtividade da equipe nós temos a avaliação de desempenho trimestral, onde o funcionário deve se auto avaliar semanalmente descrevendo a evolução da sua meta. Além disso, o Head da área faz avaliações mensais e no final de cada ciclo o Ser Acesso é bonificado de acordo com as suas entregas”.

Hoje a empresa conta com 160 funcionários e os heads dos departamentos tem autonomia total para tocar seu processo de seleção, e buscar candidatos de acordo com suas necessidades. “O RH participa de todas as etapas do processo onde são avaliados as questões técnicas e de fit cultural, como diferencial na etapa final e além do RH e o head da área, nós convidamos o comitê de talentos, Seres Acesso que são consideradas referência de perfil na empresa. O Objetivo do comitê participar da etapa final é para que eles possam extrair o mais máximo de informação do candidato para entender se eles batem com o fit cultural da empresa. Além do bate papo com a equipe Acesso, durante a entrevista final o candidato deve apresentar uma solução para um problema real da área onde ele será inserido”, destaca Diego.

Ficou com vontade de mandar seu currículo? Então aproveita que eles estão com vagas abertas para o processo de trainee 2018, onde serão contratadas 12 pessoas para diversas áreas. Além dessas vagas, eles estão em busca de profissionais para a área de prevenção de fraudes e equipe comercial. Uma outra iniciativa da empresa é buscar jovens talentos, não necessariamente com uma vaga definida, mas após identificar que a pessoa possui perfil para integrar o time Acesso, eles analisam em qual área ele poderá contribuir. Atualmente a empresa está com dois escritórios, um em São Paulo e outro na cidade de Londrina.

Outra empresa que está investindo em programas de qualidade de vida e bem-estar para seus funcionários é a Wappa, empresa de chamada e gestão de táxi corporativo, localizada na zona sul de São Paulo. Em 2014, ela criou o Wappa Life, um programa que visa a saúde e o bem-estar dos mais de 100 colaboradores.

Anderson Ocanha, diretor de RH da Wappa, explica que a empresa trabalha com uma espécie de termômetro de como está a operação. Se ele sente que o dia está um pouco mais tenso na operação, o RH entra com uma ação do Wappa Life que inclui servir um doce ou um lanche para relaxar o pessoal. Se tudo está em ordem, a empresa prepara um happy hour especial no final do mês, dentro da própria empresa, com karaokê, vídeo game, comes e bebes.

“Em dias que sentimos que o pessoal precisa de um açúcar para acalmar os ânimos, servimos chocolate; em dias quentes, quando o ar-condicionado não dá conta do calor, servimos sorvete. Não temos uma agenda fixa, pré-determinada, mas trabalhamos com o feeling”, diz Ocanha.

Com o tempo, Anderson percebeu que tinha que se preocupar também com a saúde e nutrição da equipe. Então, foi preciso fazer alterações no cardápio. O primeiro passo foi tirar o açúcar. “Cortamos o leite condensado. Servíamos dois ou três tipos de doces por dia, como pavês e pudins”, diz Ocanha.

O passo seguinte foi colocar uma nutricionista coletiva para cuidar da alimentação saudável. “Ela vem perto de feriados prolongados e fala o que a equipe deve ou não fazer para manter o equilíbrio durante os dias de folga. Ela também sempre traz algo diferente para o pessoal experimentar, como doce sem açúcar, termogênico (chá misturado com um suco ou uma fruta diferente). Ela não conta o que é, estimulando a percepção dos colaboradores. Depois ela revela e fala das propriedades benéficas para o corpo”, explica Ocanha.

Até outubro, a profissional ia trimestralmente à Wappa. A partir deste mês de novembro ela passa a fazer uma consulta individual, de 40 minutos, uma vez por mês, e o colaborador não paga nada.

Com isso, veio outro questionamento dos funcionários, que eles não tinham atividade física. Então foi implementado o Gympass, que mantém convênio com várias academias. Os funcionários contam também com Massagens, como Quick, Bambuterapia, Auricoloterapia, Cranioterapia, para melhoria de perfomance e descompressão.

Para Ocanha, essas iniciativas agregam ao negócio, pois os funcionários trabalham motivados e se sentem valorizados. Tudo isso fez com que a Wappa entrasse para o ranking do Great Place To Work, o que representa uma satisfação dos colaboradores e reconhecimento do mercado.

E você, o que tem feito de diferente dentro da sua empresa?