Pequenas empresas de SP crescem em 2012

Segundo dados do Sebrae, o faturamento teve alta de 8,1% em relação a 2011

São Paulo – As pequenas empresas de São Paulo faturaram 39,5 bilhões de reais a mais em 2012 na comparação com o ano anterior. Segundo dados do Sebrae/SP, a alta no faturamento foi de 8,1%, já descontada a inflação, alcançando receita total de 528,5 bilhões de reais em 2012.

O comércio foi o que mais cresceu, com 9,6% de aumento na receita. Em seguida, aparecem serviços, com 7%, e indústria, com 5,6%. “O consumo aquecido no mercado interno, com evolução positiva da ocupação e da renda, sustentou os bons números das MPEs”, afirmou o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano, em nota à imprensa.

Na análise regional, as pequenas empresas do interior se destacam, com 10,7% de incremento no faturamento anual de 2012. Os negócios da capital paulista foram os que menos cresceram, com 5,1% de aumento.

Sobre o futuro, apenas 9% dos ouvidos em janeiro disseram ter uma expectativa negativa para o faturamento. Metade dos empresários espera que a receita seja mantida nos próximos seis meses. Além disso, 56% afirmam que a estabilidade econômica também deve acontecer.

Para os analistas do Sebrae/SP, as medidas governamentais, como desoneração da folha de pagamento, desvalorização do real e a redução na conta de energia elétrica, devem impactar positivamente esses negócios. A inflação, por outro lado, preocupa os analistas da instituição.

A pesquisa é feita com 2.716 micro e pequenas empresas e tem apoio da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade).