Overdose de plantas é o segredo deste lugar para trabalhar melhor

Buscando aumentar o bem-estar e a criatividade, espaço de coworking recorreu a 1.000 plantas para criar um ambiente refrescante e acolhedor

São Paulo – Plantas são um coringa para quem quer dar um toque mais refrescante e acolhedor ao escritório. Elas ajudam a quebrar a monotonia do ambiente de trabalho e deixar o clima bem mais leve. Estudos científicos, inclusive, relacionam as plantinhas à melhoria do humor e ao aumento da criatividade.

De olho nesses benefícios, um espaço de coworking recém-inaugurado no vibrante Mercado da Ribeira, no coração da cidade de Lisboa, em Portugal, resolveu levar ao “extremo” o paisagismo.  Nada menos do que 1.000 plantas se espalham por toda sua área, alimentadas por um sofisticado esquema de hidroponia. O resultado é um espaço hipnotizador e, ao mesmo tempo, absolutamente relaxante.

Second Home Lisbon

 (Second Home Lisbon/Reprodução)

O Second Home Lisboa (ou “Segunda Casa”, em inglês) quer que seus ocupantes se sintam bem, e a profusão de folhas é uma forma de tentar propiciar essa sensação. O negócio é um braço europeu da aceleradora criativa londrina de mesmo nome.

Quase não há linhas retas nas mobílias dos “estúdios” distribuídos pelo edifício, que de quebra é banhado por muita luz natural, o que dá um toque ainda mais orgânico ao espaço.

Second Home Lisbon

 (Second Home Lisbon/Reprodução)

“Nossa arquitetura é inspirada pela pesquisa acadêmica em psicologia evolutiva e biofilia [amor à vida e à natureza], e cada aspecto foi cuidadosamente projetado para apoiar o bem-estar, produtividade e criatividade”, diz o site da Second Home.

Para a empresa, bem-estar e criatividade estão profundamente ligados, razão pela qual, além das plantas, os ocupantes dispõem de um espaço de bem-estar com aulas de Yoga e Pilates e atividades de corrida ao longo do Rio Tejo.

O espaço de coworking já é ocupado por cerca de 200 pessoas de 30 empresas,  que pertencem às mais diversas áreas, de moda e design aos serviços financeiros e de tecnologia.

Sem dúvida, um baita projeto inspirador. Vai dizer que você não está pensando em como vai levar seus jarros de planta para o escritório amanhã?