Os riscos e as vantagens das franquias de quiosques

Os segmentos que vem se utilizando dessa estratégia são os mais variados possíveis, segundo especialista

Os riscos e as vantagens das franquias de quiosques
Escrito por Adir Ribeiro, especialista em franquias

Tem sido cada vez mais comum encontrar franquias de quiosques nos principais centros comerciais e shopping centers do Brasil, bastante atrativos em termos de design e funcionalidades operacionais para o negócio, não mais sendo operados de maneira amadora ou para preenchimento de espaços vazios nesses centros.

Os segmentos que vem se utilizando dessa estratégia são os mais variados possíveis, desde doces, óculos, relógios, alimentação, lanches, maquiagem, revistas, sandálias, entre outros.

A principal vantagem da adoção do quiosque como forma de expansão está relacionada ao capital de investimento necessário para um franqueado, que é bem menor se comparado com uma loja física tradicional. Nesse caso, não haverá custos de obras, nem tampouco (na maioria dos casos) a necessidade de investimento no ponto comercial.

Além disso, várias marcas no Brasil usam o quiosque como forma de entrada em um determinado local (shopping, geralmente) para testar o conceito e o fluxo de pessoas. Assim, é possível tomar uma decisão mais assertiva sobre o potencial de expansão do negócio.

Por outro lado, a operação de um quiosque tende a ser mais complexa no que se refere à falta de espaço para armazenamento de determinados materiais necessários. Além disso, o risco de furto tende a ser maior pela relativa fragilidade e acesso aos produtos.

Do ponto de vista institucional e de exposição da empresa, os quiosques têm sido aprovados pelo mercado de maneira geral. 
Com a ampliação da concorrência nos diversos segmentos de mercado, ter acesso ao cliente de maneira estruturada e com diversas opções e formatos de negócios tem sido mandatório para as marcas que querem consolidar seus negócios.

Outro ponto fundamental é ter um modelo de negócios viável, com a previsão real de potencial de vendas e despesas, bem como a previsão de retorno do investimento dentro de prazos adequados para a sustentabilidade do sistema de franquias, alcançando a satisfação para os franqueadores e franqueados.