Nubank: quais serviços terá a conta digital para empreendedores

Fintech conhecida pelo cartão roxo anunciou conta digital para pessoas jurídicas. Transferências, pagamento de tributos e cartão de débito estão nos planos

O Nubank, fintech mais conhecida por seu cartão de crédito roxo, contas digitais sem cobrança de anuidade e operação 100% digital, anunciou hoje sua expansão para o atendimento de pessoas jurídicas, por meio de uma conta digital para PJs.

De acordo com o Nubank, o atendimento a empresas surgiu após 800 mil pedidos enviados ao longo dos anos. O foco da conta digital para pessoas jurídicas está em autônomos, microempreendedores individuais (MEIs) ou donos de microempresas. Os MEIs faturam até 81 mil reais por ano, enquanto as microempresas possuem um limite anual de 360 mil reais de faturamento.

O Nubank já está cadastrando interessados em testar a conta digital para PJs — o objetivo é realizar um piloto com mil a 10 mil interessados. Serão selecionados apenas clientes do Nubank que sejam sócios únicos, donos de pequenos negócios, empreendedores e autônomos. Esse grupo irá testar a versão inicial da conta PJ do Nubank e enviar opiniões acerca do novo produto. Não haverá cobrança de anuidade ou qualquer tarifa nessa fase. O Nubank estima que cerca de 500 mil clientes se enquadram no perfil buscado para a fase de testes.

Quais serviços estão da conta para PJs do Nubank?

A conta digital para pessoas jurídicas do Nubank começará oferecendo serviços comuns aos já vistos na conta digital para pessoas físicas. Será possível depositar dinheiro por meio boletos; fazer transferências ilimitadas por meio de TEDs e TEFs; pagar boletos; e ativar a função cobrar, que envia uma mensagem de cobrança para contatos com um link e código QR.

No caso da pessoa jurídica, a cobrança poderá servir para atender consumidores. Outra novidade específica aos PJs é pagar tributos dentro do aplicativo do Nubank. Ainda este ano, o Nubank estuda oferecer um cartão de débito para pessoas jurídicas. Essa é uma forma de separar gastos empresariais dos pessoais — um problema comum aos empreendedores de pequeno porte e empresas familiares.

Gif do Nubank mostra como funciona a conta digital para pessoas jurídicas Gif do Nubank mostra como funciona a conta digital para pessoas jurídicas

Gif do Nubank mostra como funciona a conta digital para pessoas jurídicas (Nubank/Divulgação)

Contexto

O Nubank não é a única startup de serviços financeiros que inclui o atendimento a pessoas jurídicas após anos de experiência com consumidores finais. As fintechs Neon e Trigg realizaram o mesmo movimento em 2018.

O objetivo é aproveitar o grande mercado das pequenas e médias empresas brasileiras. As PMEs nacionais geram 27% do Produto Interno Bruto (PIB) e 52% dos empregos de carteira assinadaO Brasil possui mais de 18 milhões de negócios ativos — mas, entre não formalizados e empreendedores na pessoa física, o Sebrae estima que existam 72 milhões de pessoas com o próprio pequeno negócio. Apenas as micro e pequenas empresas representam 98,5% do total de empreendedores brasileiros.