Nesta empresa, o bolão da Copa 2018 é levado muito a sério

“Nosso principal objetivo era que todos pudessem participar do bolão, até quem não costuma acompanhar futebol”, diz desenvolvedor

São Paulo – Organizar o bolão da firma durante a Copa do Mundo 2018 não é um trabalho fácil. São dezenas de jogos para acompanhar e calcular as apostas feitas por todos os integrantes.

Para facilitar a brincadeira e ainda aumentar o engajamento da equipe, uma companhia de Maringá, PR, promoveu um concurso entre os funcionários para decidir quem desenvolvia o melhor sistema de bolão.

A DB1 Global Software, multinacional de tecnologia sediada em Maringá, convidou seus 320 funcionários para participarem da competição. Cinco equipes de até seis pessoas foram montadas e um grupo de avaliadores formado por integrantes dos comitês de análise, técnico, de testes e qualidade apontou a plataforma vencedora.

O time vencedor foi o Direct Bet One, que criou um jogo semelhante ao Super Trunfo. Há cartas com as informações completas de cada seleção: pontos fortes e fracos, destaques, performances em outras competições, entre outros dados.

“Nas nossas reuniões, surgiram mais de 40 ideias que filtramos para entender o que poderia funcionar melhor”, diz Regis Rannieri, desenvolvedor da companhia. “Nosso principal objetivo era que todos pudessem participar, até quem não costuma acompanhar futebol”.

A equipe vencedora usou o conceito de MVP, sigla para Minimum Viable Product (ou Produto Mínimo Viável, na tradução ao português), um conceito criado por startups. Os desenvolvedores criam uma ideia simples, mas bem estruturada e que pode ser ampliada e implementada em outros cenários.

O sistema não será usado apenas para organizar os palpites do bolão interno. Ele também poderá se tornar um dos produtos comercializados pela companhia.

Estimular o engajamento dos funcionários em torno de projetos de tecnologia não é novidade. No último Natal, criaram uma árvore tecnológica para decorar o espaço do escritório. Os colaboradores mandavam feedbacks e recados aos outros em um sistema interno e, ao passado pela árvore, o funcionário ativava os sensores e recebia as mensagens.

A companhia, que possui clientes no Brasil e nos Estados Unidos, também possui escritórios em Presidente Prudente-SP e Campo Grande-MS. Entre seus principais clientes, estão a CNA, Livraria Cultura, Saraiva, Onofre, Bradesco, Itaú, Netshoes e BicBanco.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Armin Warkentin

    Já que é levado tão a sério, os componentes deveriam ao menos aprender a utilizar uma bandeira do Brasil com desenho CORRETO, e não a bandeira da foto ! Ridículos !