Lojas de móveis de luxo brasileiras buscam expansão internacional

Com a crise econômica no Brasil e apartamentos cada vez menores, empresas buscam novos mercados para crescer

Uma mesa de centro feita em couro, ferro e madeira foi a porta de entrada da Breton para sua expansão internacional. A mesa de design Leaf foi exposta na Semana de Design de Milão, uma das mais importantes do mundo, e era a primeira vez que a Breton, uma empresa brasileira de móveis de luxo, participava do evento, em abril deste ano.

A estreia no circuito internacional vem de um esforço da companhia para conquistar o público estrangeiro. Com a crise econômica no Brasil e apartamentos cada vez menores, a empresa busca novos mercados para continuar crescendo.

O plano é chegar a 20 unidades nos próximos anos, três delas fora do país. Já há um contrato fechado para a abertura de uma unidade no Panamá, que deve ser inaugurada em janeiro do ano que vem. Para dar suporte a sua expansão, a companhia expandiu sua fábrica em Diadema, SP, de para 14 mil metros quadrados.

Hoje, a Breton tem cinco lojas próprias, em São Paulo e no Rio de Janeiro, além de três franquias. A primeira franquia da companhia foi aberta em Campinas, SP.  “Esperávamos que nossa expansão fosse mais rápida, mas agora estamos mais otimistas com a economia”, diz Andre Rivkind, diretor da Breton.

Para atrair brasileiros e estrangeiros, desenvolveu a linha Bossa Nova, com um aparador por R$ 9.086, um sofá por R$ 19.946 e um puff que sai por R$ 3.614.

Este ano, deve atingir faturamento de 70 milhões de reais. São cerca de 400 produtos, que podem ser customizados de acordo com as preferências dos clientes, e quase 420 funcionários.

A estratégia de expansão internacional também é seguida pela Ornare, empresa de móveis planejados de luxo. As duas companhias têm lojas na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, em São Paulo, lar do alto luxo em design.

Em 2008, a companhia decidiu abrir sua primeira loja fora do Brasil, no centro do distrito de design de Miami, nos Estados Unidos. A empresa já havia tentado colocar seus móveis à venda em outras lojas, mas a estratégia não deu certo.

A fábrica passou por uma expansão para dar conta da nova demanda. O controle de qualidade também ficou mais rigoroso, uma vez que é muito mais caro devolver um produto para ser adaptado para outro país. Montar a equipe era um obstáculo – nem todos os vendedores e gerentes se adaptavam à vida em outro país.

Além da dificuldade de entrar em um novo mercado, a companhia também sofreu um revés adicional. Logo depois de chegar aos Estados Unidos, o país passou por uma grande crise imobiliária. “Levou cinco anos para a loja começar a ir bem”, diz Murillo Schattan, presidente da Ornare.

Mas, depois que se estabeleceu, as vendas deslancharam. Nos anos seguintes, abriu outras quatro unidades, no Texas, Califórnia e Nova York. Com o crescimento das vendas internacionais, o faturamento da empresa deverá ser 10% superior esse ano.

Os planos são manter a abertura de lojas – três novas unidades no ano que vem – e chegar também à América do Sul e Central. Já há um projeto para a Argentina. A Ornare produz cerca de 8 mil peças por semana e vende em 18 lojas. A companhia tem cerca de 350 funcionários, 200 dos quais trabalham na fábrica.

Mesa Leaf de design da Breton, loja de móveis de luxo Mesa Leaf de design da Breton, loja de móveis de luxo

Mesa Leaf de design da Breton, loja de móveis de luxo (Breton/Divulgação)

Outras frentes

Além da expansão internacional, as lojas de móveis de luxo tem outros planos para crescer. A Ornare investe em novas linhas de móveis e no ano que vem, lançará a linha de compactos, voltada a apartamentos de até 40 metros quadrados.

Uma das principais linhas de crescimento da Breton é o mercado corporativo, com a criação de móveis exclusivos para escritórios, hotéis e ambientes formais. A divisão foi criada há quatro anos e é a que mais cresce, com alta de 10% em 2018. Os móveis da Breton podem ser encontrados na sala VIP da Latam no aeroporto de Guarulhos e, em breve, no hotel Fairmont, no Rio de Janeiro.

Ornare - VHouse - projeto Mattar Tayar (1) Ornare – VHouse – projeto Mattar Tayar

Ornare – VHouse – projeto Mattar Tayar (Ornare/Divulgação)