Miniso, a loja de tudo, inaugura modelo de franquia no Brasil

Para ter mais 100 novas lojas no Brasil em 2018, uma das estratégias da marca de produtos japoneses acessíveis é o franqueamento

São Paulo – A Miniso é uma rede japonesa especializada em produtos acessíveis, desde peças de design e utilidades de cozinha até itens de papelaria e fofas bugigangas. Tão extensos quanto seu catálogo de venda são seus planos de expansão em 2018: para ter mais 100 novas lojas no Brasil, uma das estratégias da marca é inaugurar novos modelos de franquia.

“Acreditamos que, por meio do modelo de franquias, conseguiremos acelerar o desenvolvimento da marca no mercado brasileiro”, afirma Frank Wei, presidente da Miniso no país. A marca já é franqueadora em outro país emergente: a Indonésia.

A Miniso chegou ao Brasil em agosto do ano passado, disposta a fazer história: na abertura da primeira loja nacional, localizada no Shopping Ibirapuera (São Paulo), a rede quebrou seu recorde mundial de vendas diárias. O investimento na primeira unidade foi de agressivos três milhões de reais.

Com quatro anos de existência, a marca tem mais de duas mil lojas em mais de 50 países, como Japão, Estados Unidos, Canadá, Coreia, China, Austrália, México e Alemanha – além do Brasil, é claro.

Loja da Miniso, em São Paulo Loja da Miniso, em São Paulo

Loja da Miniso, em São Paulo (Miniso/Divulgação)

Hoje, a Miniso possui 14 lojas próprias no país – até o fim do ano, pretende abrir outras 20. Já as unidades franqueadas possuem metas mais grandiosas: serão 80 franquias abertas em 2018. No total, serão 100 novas lojas.

Os maiores alvos são os estados de Rio de Janeiro e São Paulo, onde a Miniso já possui presença de marca.

“Começamos 2018 com a previsão de seis novas lojas apenas para o mês de janeiro. Três delas já inauguradas: Shopping Metrô Tucuruvi, na zona norte da capital paulista; Shopping ABC, em Santo André; e Shopping Tamboré, em Barueri”, afirma Wei. “A previsão é expandir nas regiões Sudeste, Sul e em Pernambuco, no Nordeste.”

Os planos em longo prazo da rede são ainda mais agressivos: a marca de produtos japoneses quer chegar a duas mil unidades no Brasil até 2020. O presidente da Miniso descarta que o movimento seja principalmente para enfrentar a maior rival da marca no país: a Daiso. “Nosso modelo de franquias é apenas uma estratégia para desenvolvimento dos negócios.”

Todos os itens comercializados nas lojas da Miniso são de marca própria. A maioria custa 9,99 reais, mas os preços começam em 3 reais e podem chegar a 200 reais.

“Nossos diferenciais são alta eficiência, qualidade, tecnologia, baixo preço, baixo lucro e baixo custo. Vamos manter esses diferenciais e construir um modelo de negócios de longo prazo”, afirma Wei, referindo-se às franquias.

Loja da Miniso, em São Paulo Loja da Miniso, em São Paulo

Loja da Miniso, em São Paulo (Miniso/Divulgação)

Mesmo assim, isso não significa que o futuro franqueado desembolsará pouco para ter sua própria loja da Miniso. O investimento inicial será em torno de 1,5 a 2 milhões de reais, com um prazo de retorno de até 36 meses. Serão três modelos de negócio, com metragens distintas.

A Miniso não abre seu faturamento no ano passado nem quanto prevê faturar neste ano, “por uma política interna e estratégia de negócios” da empresa. A rede já investiu 150 milhões de reais no Brasil.

Veja também