Microcamp expande franquia de idiomas ABC

Escola de ensino de idiomas será vendida como franquia independente, com custo de abertura de até R$ 100 mil

São Paulo – A rede de escolas de informática Microcamp vai investir na expansão da sua bandeira de ensino de idiomas ABC como uma marca independente.

Embora o grupo tenha nascido focado no ensino de línguas,  ao longo da sua trajetória de 33 anos, a marca Micrcamp acabou se tornando mais conhecida pelo ensino de informática.

No entanto, recentemente o interesse pelo ensino de idiomas cresceu dentro da rede, chamando a atenção da diretoria do grupo. Do total de alunos do grupo Microcamp, 30% estão matriculados no curso de inglês, o que corresponde a  cerca de 36 mil clientes. Em algumas unidades, o inglês já é o curso mais procurado, superando todas as opções de cursos de informática. 

Atualmente, 80% das unidades da rede Microcamp também atuam com a marca ABC. A estratégia agora é abrir mais unidades focadas exclusivamente no ensino de idiomas. Para 2011, a meta é ter pelo menos 10 novas unidades neste modelo. “O crescimento da classe média está gerando um aumento da demanda pelo ensino de idioma”, justifica João Abadde, diretor de franquias do grupo.

O novo modelo de franquia está sendo estruturado e deve ser lançado oficialmente em junho, mas o executivo antecipa que o custo para abertura de uma unidade não deve ultrapassar 100 mil reais – investimento consideravelmente menor que o exigido para abrir uma unidade da Microcamp, que custa pelo menos 300 mil reais.

O foco inicial para abertura de novas unidades é o estado de São Paulo, mas a rede não descarta outras praças em que tem forte atuação, como Rio de Janeiro e Recife.

A Microcamp não é a única a voltar seus esforços para a área de ensino de idiomas. No final do de 2010, a rede Eurodata, mais conhecida pela atuação em cursos profissionalizantes, anunciou uma estratégia similar.

O grupo decidiu transformar a marca Extreme – até então usada para promover cursos de idiomas dentro de unidades Eurodata – em uma franquia independente. Com uma estratégia de expansão ainda mais agressiva, a rede quer 100 unidades com a nova bandeira até o final deste ano.

Veja também: 17 opções de franquias de idiomas