Jovens criam startup para compra e venda de milhas aéreas

Neste mês, a MaxMilhas venceu o prêmio INFO Start na categoria 16 bits

São Paulo – A startup mineira MaxMilhas tem uma plataforma que faz a intermediação da compra e venda de passagens aéreas emitidas por milhas. Os empreendedores Max Oliveira, 28 anos, Conrado Abreu, 28 anos, e Hiran César, 29 anos, investiram 28 mil reais para começar a empresa, aberto no começo deste ano.

No site, é possível ver os preços das companhias aéreas, a quantidade de milhas necessária para cada voo e as ofertas cadastradas pelos ofertantes. 

O sistema funciona da seguinte maneira: quem precisa comprar passagens faz uma busca no site e avalia se compensa ir direto na companhia aérea ou usar as milhas de alguém. Em uma simulação, por exemplo, o usuário que utilizasse a plataforma economizaria quase 200 reais ao comprar passagens de ida e volta entre São Paulo e Rio de Janeiro.

Neste caso, ele faz a escolha do pacote de milhas, envia seus dados e o site faz a comunicação ao proprietário das milhas, que, por sua vez, precisa ir até a companhia aérea adquirir as passagens. Quem determina o preço das milhas é o próprio dono, que tem até 12 horas para fazer a compra depois que encontra um interessado. 

Após a confirmação da compra, o localizador do voo deve ser enviado para a central da startup e o dinheiro da venda chega na conta bancária do vendedor em até 20 dias.

As classes A, B e C são o público-alvo da startup e o modelo de receita tem como base a comissão cobrada sob as negociações intermediadas dentro do site. 

Neste mês, a MaxMilhas venceu o prêmio INFO Start na categoria 16 bits, voltada para empresas em pleno funcionamento, com plano de negócios elaborado.

O pitch: “Um marketplace para a intermediação da compra e venda de passagens aéreas emitidas por milhas.”