Inflação e incerteza deixam empreendedores menos otimistas

A afirmação é do indicador de confiança dos pequenos e médios empresários feito pelo Insper

São Paulo – As pequenas empresas estão menos confiantes com o desempenho da economia brasileira para o terceiro trimestre deste ano, segundo o Índice de Confiança do Empresário de Pequenos e Médios Negócios (IC-PMN), feito pelo Insper, em parceria com o Santander.

A queda do indicador foi de 5,6%, de 75,2 para 71 pontos. Este é o menor resultado para este período dos últimos dois anos. “O aumento da incerteza, associada à subida da inflação, são, provavelmente, os fatores que provocaram este declínio”, diz José Luiz Rossi, professor e pesquisador do Insper. A incerteza também afetou a percepção dos empresários para novas contratações e investimentos no terceiro trimestre. 

Os empreendedores estão menos otimistas também com ramo de atividade, faturamento e lucro. “Houve uma queda generalizada na confiança, em uma clara demonstração que os empresários de pequenos e médios negócios estão menos otimistas com a economia brasileira, embora ainda seja um número bom”, afirma Rossi. Veja a comparação do índice por questão:

Questão 2º tri 2012 3º tri 2012 2º tri 2013 3º tri 2013
Economia 74,3 71,2 73,4 66,2
Ramo 78,2 77,2 78,4 74,7
Faturamento 79,6 79,4 79,6 78
Lucro 77,7 77,4 78,7 76,9
Empregado 68,1 68,2 68,6 62,2
Investimento 72 71,3 72,9 68,1

Os comerciantes são os mais pessimistas em relação ao resultado do terceiro trimestre, com índice de 70,7, contra 75,7 da última pesquisa. A queda também é efeito da inflação, na avaliação dos pesquisadores. “Na minha interpretação, o comércio está sentindo bem o desaquecimento da economia e até uma possível perda de renda real do consumo, que era a mola propulsora do comércio nos últimos anos. Foi a queda mais significativa na amostra”, explica. Veja a comparação do índice por setor:

Ramo 2º tri 2012 3º tri 2012 2º tri 2013 3º tri 2013
Comércio 74,6 73,7 75,7 70,7
Indústria 75,3 76,1 75 71,8
Serviços 75,6 73,7 74,5 71,2

A região Norte apresentou o melhor índice entre as regiões. Sul e Centro-Oeste tiveram queda na confiança. “Historicamente, o Norte e Nordeste são as regiões mais otimistas. Houve uma queda também, mas ainda está dentro da média histórica”, diz Rossi. A pesquisa do Insper ouviu 1.297 empresários entre 4 e 7 de junho. A maioria das respostas veio de empresas de comércio e da região Sudeste. Veja a comparação do índice por região:

Região 2º tri 2012 3º tri 2012 2º tri 2013 3º tri 2013
Centro-Oeste 76,4 74,9 77,3 70,1
Nordeste 74,8 75,2 75,4 71,4
Norte 79,5 76,8 76,9 72
Sudeste 74,4 73,7 74,9 71,9
Sul 74,7 73,2 74,7 69,1