Há barreiras legais para copiar uma startup estrangeira?

Inspirar-se em casos bem sucedidos vale a pena; copiar por copiar pode ser um problema

Há barreiras legais para copiar uma startup estrangeira?
Respondido por Cassio Spina, especialista em startups

Considerando que ideias não são passiveis de proteção legal de propriedade intelectual, não existe qualquer impeditivo para se reproduzir um modelo de negócio já existente. Entretanto, cabe observar que muitos itens potencialmente essenciais para sua execução podem ser protegidos, desde o design do produto/site até as tecnologias que tenham sido criadas, sem contar a marca da empresa original.

Por isto, é muito importante que antes de copiar literalmente outra empresa você observe estas questões para evitar problemas futuros. Também cabe observar que eticamente o mercado não gosta de empresas que se apropriam das invenções de outras. Isto poderia criar uma imagem ruim da sua empresa perante os clientes, parceiros e investidores além de gerar dúvidas sobre sua capacidade própria de inovação, essencial para qualquer startup.

Isso não significa, no entanto, que se inspirar em casos bem sucedidos está proibido. Se conseguir inovar em cima de um negócio já bem sucedido, além de ter a vantagem de aprender com os acertos e principalmente com os erros dos pioneiros sem os custos demonstra seu potencial de gerar diferenciação.

Um exemplo deste tipo de inovação foi o iPod da Apple, criado depois que já existiam muitos players de música em formato MP3, tendo inovado pela facilidade de utilização e aquisição de forma legal pelo iTunes. Por fim, cabe lembrar que simplesmente copiar um modelo já bem sucedido não é garantia de sucesso. Muitas vezes são necessárias adaptações para o nosso mercado e outras pessoas também podem resolver reproduzir este mesmo modelo. O que fará a diferença é a qualidade da sua execução.