Grupo da Wise Up dará curso e R$ 120 mi em crédito a futuros franqueados

Universidade corporativa do grupo Wiser Educação, das redes Wise Up e NumberOne, terá treinamento de seis meses e financiamento facilitado

O grupo Wiser Educação, das escolas de idiomas Wise Up e NumberOne, está com uma tática agressiva para expandir seu número de unidades. A companhia abrirá na próxima semana um centro de treinamento para futuros franqueados, associado a financiamentos facilitados para a abertura de escolas. A informação foi antecipada há algumas semanas pela coluna Primeiro Lugar, de EXAME, e detalhada pelo empresário Flávio Augusto da Silva em nova conversa.

A universidade corporativa da Wiser Educação fornecerá um cursos de seis meses para futuros franqueados da Wise Up ou da Number One. Quem cumprir o treinamento terá acesso a um financiamento facilitado para os 400 mil reais necessários de investimento na abertura de uma unidade. De acordo com o grupo, o prazo de retorno de investimento é de cinco meses após a unidade atingir 400 alunos.

A taxa do financiamento será de 8% ao ano, que Silva diz ser “mais atraente do que a vista até mesmo no BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social]”. O crédito terá prazo de até cinco anos e não será preciso ter um fiador.

Os recursos para os financiamentos, que irão totalizar 120 milhões de reais, virão do bolso do Wiser Educação. Além de usar o próprio caixa, o grupo recebeu um aporte de 200 milhões de reais do fundo de private equity Kinea Investimentos.

O Wiser Educação projeta ir de 420 unidades a 1.000 até o final de 2021. Cerca de 300 unidades deverão vir do programa de universidade corporativa.

 

Histórico

A rede de escolas de idiomas focada no público adulto Wise Up foi fundada por Silva em 1995, que em 2013 vendeu as 396 unidades por um bilhão de reais para a hoje Somos Educação. Dois anos depois, recomprou as 250 unidades remanescentes por 390 milhões de reais, com foco em “recuperar a empresa”.

Carlos Wizard Martins entrou para o negócio em 2017, adquirindo 35% da Wise Up por 200 milhões de reais, após sua cláusula de não-competição com a venda do Grupo Multi expirar. No mesmo ano, eles adquiriram a rede mineira de escolas de idiomas NumberOne.