Grupo Abril lança aceleradora de startups

Em parceria com a Plug and Play, a aceleradora oferecerá apoio de US$ 25 mil aos selecionados

São Paulo – O Grupo Abril anunciou hoje a criação de uma aceleradora de startups em parceria com a Plug and Play, aceleradora do Vale do Silício. “A primeira motivação é trazer mais do espírito empreendedor para dentro da Abril. A gente ajuda essas empresas com mais consistência e estrutura e acaba sendo contaminado por um jeito mais ágil e esperto de operar. A segunda é o foco em mobile, para se aproximar dos melhores projetos móveis no Brasil”, diz Manoel Lemos, diretor-superintendente de Novos Negócios Digitais do Grupo Abril.

Startups de soluções mobile em estágio inicial poderão se candidatar ao processo de aceleração. “Nossa ideia é olhar para o mercado brasileiro de tecnologia mobile, como geolocalização, geotargetting e internet das coisas”, diz Guilherme Massa, gerente de novos negócios da aceleradora. 

As inscrições para o programa poderão ser feitas no site da Abril Plug and Play no final do mês. Depois de um pitch, as quatro selecionadas para a primeira etapa passarão uma temporada de três meses na sede do Grupo Abril, em São Paulo, com palestras e workshops. A aceleradora oferecerá 25 mil dólares de investimento nesta primeira fase.

No final deste período, as startups farão uma apresentação a acionistas do grupo e investidores e as melhores serão levadas para um período de aceleração na sede da Plug and Play, em Sunnyvale, na Califórnia. A Abril Plug and Play ficará com 15% de participação acionária nas startups. 

Além de ter um projeto mobile, os interessados precisam ter algo concreto para mostrar à banca avaliadora. “A gente não dá preferência para nenhum business model, mas o foco é se aproximar das melhores mentes. Vamos ver se o modelo faz sentido para o mercado e, obviamente, a qualidade do time, o quão preparado está e o brilho no olho da turma”, explica Lemos.

O processo de aceleração será gerido por Rogério Tamassia, diretor-executivo da aceleradora, e Fernando Gouveia, diretor de parcerias internacionais da aceleradora americana, com o apoio da unidade de Negócios Digitais do grupo, chefiada por Lemos.