Gerdau oferece US$ 45 mil por soluções inovadoras em reciclagem

Empreendedores, pesquisadores, cientistas, estudantes, e qualquer um que se interesse pela proposta pode participar. Inscrições vão até 14 de dezembro.

A empresa Gerdau, multinacional líder no segmento de aços, abriu as inscrições para prêmio que busca soluções inovadoras em reciclagem. O objetivo do “Desafio Internacional da Classificação Digital” é encontrar boas ideias de automatização relacionada à sucata metálica, já que a companhia adquire cerca de 14 milhões de toneladas do material por ano, no mundo todo. A competição é online e oferece prêmio total de 45 mil dólares para quem tiver um projeto que traga rapidez, precisão e objetividade no processo de compra e venda desse reciclável.

Empreendedores, pesquisadores, cientistas, estudantes, e qualquer um que se interesse pela proposta pode participar. As inscrições estão abertas mundialmente até o dia 14 de dezembro – e podem ser realizadas pela plataforma de crowdsourcing HeroX.

Entre os vencedores, o primeiro colocado receberá 30 mil dólares, o segundo, 10 mil dólares, e o terceiro, 5 mil dólares. Além do prêmio em dinheiro, o objetivo da Gerdau é trabalhar com os vencedores no desenvolvimento e na implantação da solução em escala industrial.

O que são soluções inovadoras em reciclagem?

Segundo a empresa idealizadora do desafio, entre os principais problemas enfrentados pelos compradores no método atual estão a classificação qualitativa da sucata com base em avaliações visuais, falta de padronização nos depósitos, grande variedade de contaminantes, composição química desconhecida da sucata, imprevisibilidade do mercado (alta flutuação dos preços), e acúmulo de elemento residual (cobre, zinco, estanho e terra), o que compromete a qualidade do material.

Os projetos apresentados precisam cumprir alguns requisitos descritos na página da competição e, a partir da aplicação, serão julgados a partir de critérios de automação, precisão, inovação, viabilidade e integração. Confira mais detalhes sobre a proposta e inscreva-se pelo HeroX.

*Este artigo foi originalmente publicado pelo Na Prática, portal da Fundação Estudar.