Fundo do co-criador do Skype investe US$ 11,6 mi em startups brasileiras

O fundo de capital de risco Atomico se instalou em São Paulo e está de olho nos empreendedores do Brasil

São Paulo – Que o Brasil é a bola da vez e quase todo mundo quer estar aqui não há mais dúvidas. O que faltava, até então, eram negócios concretos. O fundo de capital de risco Atomico também estava nesta onda e agora mostrou que o interesse no Brasil é real. O fundo liderado por Niklas Zennström, um dos fundadores do Skype, anunciou hoje um aporte de 2,9 milhões de dólares no Bebê Store, site de produtos para crianças e gestantes.

No ano passado, a empresa criada pelo casal Leonardo Gomide Simão e Juliana Della Nina atendeu, em média, 350 pedidos por dia. Para este ano, a expectativa é chegar a mil pedidos diários, recebidos em um dos quatro sites controlados por eles (Bebê Store, ToyStore, MommyStore e Loja do Bebê/Abril).

Além deste investimento, o fundo de Zennström colocou dinheiro também na empresa do interior paulista Connect Parts (antes chamada Dakota Parts), um e-commerce especializado em peças e acessórios para carros. Este aporte foi de 8,7 milhões de dólares.

De acordo com uma reportagem publicada hoje pelo jornal The New York Times, o fundo aportou no Brasil em busca de “investimentos atípicos”. Hoje, três quartos das empresas investidas pelo Atomico estão fora dos Estados Unidos, como é o caso da finlandesa Rovio, criadora do game Angry Birds.

Em entrevista à publicação, Zennström disse que, depois de ver muitos investidores ocidentais na China, resolveu se antecipar e se instalar no Brasil. A reportagem indica ainda que o fundo tem 266 milhões de dólares para investir e está de olho nos empreendedores brasileiros.

Com sede em Londres, o fundo já se instalou em São Paulo e Pequim, de olho nas startups dos mercados emergentes. A equipe que está na capital paulista será responsável pela atuação do fundo na América Latina, onde algumas empresas também já receberam investimento, como os sites Pedidos Ya, do Uruguai, e Restorando, da Argentina. Ao todo, o Atomico já fez mais de 50 investimentos em startups, principalmente de internet.