Franquia da Oi, focada em PME, custa a partir de R$ 200 mil

São Paulo – Não é a primeira vez que a Oi tenta crescer através de franquias. Em 2009, a empresa teve problemas com franqueados que atendiam clientes individuais. Agora, a Oi foca no atendimento a pequenas e médias empresas através deste modelo.

“Em 2009, decidimos atender com agentes autorizados. Agora, focamos no atendimento com franquias”, explica Luiz Henrique Costa, diretor da Unidade de Negócios do Empresarial da Oi. Segundo ele, isso acontece por uma maturidade da empresa em alguns mercados, como São Paulo.

Os franqueados são cobrados por um padrão de atendimento e recebem uma comissão por vendas. Quem entra para a rede recebe uma carga de treinamento. “Não queremos venda a qualquer custo. Queremos ter menos perda de cliente”, diz. Costa conta que há espaço para 200 franquias focadas no atendimento a PMEs no país.

O franqueado ideal da Oi deve ter ensino superior, experiência em vendas e espírito empreendedor. Cada unidade deve ter entre 10 e 40 vendedores e infraestrutura de equipamentos para operar.

Investimento inicial: a partir de R$ 200 mil
Prazo para retorno do capital: até 36 meses